Indonésia diz que CoronaVac é 65,3% eficaz contra a covid-19

O país anunciou, ainda, a autorização do uso emergencial da vacina
-Publicidade-
Imunizante produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com Instituto Butantan será utilizado na Indonésia
Imunizante produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com Instituto Butantan será utilizado na Indonésia | Foto: Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo

A Indonésia informou nesta segunda-feira, 11, que a CoronaVac, vacina da farmacêutica chinesa Sinovac, teve 65,3% de eficácia segundo os resultados preliminares da última fase de testes do imunizante contra a covid-19 no país.

A vacina também é testada no Brasil, em parceria com o instituto Butantan, e sua eficácia foi de 78% para casos leves e de 100% contra mortes, casos graves e internações nos voluntários vacinados que foram contaminados.

Leia também: “CoronaVac tem 78% de eficácia, informa Butantan”

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Taí o desespero do governador, arriscar validar um melhor resultado aqui na terra Brasilis.
    Imagine só que banana esse doriana tirou do fiofó, conseguiu vender um trem bem meia-boca eim!!!
    Se o governo brasileiro não compra….., o Merchand ia ofertar pra Argentina e receber no dia de São Nunca!!!

  2. Os voluntários para essas vacinas são pessoas saudáveis cuja letalidade para esse vírus é de 0,3%. Como podem atribuir a essa vacina a eficácia no combate ao vírus, se o próprio sistema imunológico dos indivíduos que se submeteram já tinha competência para debelar o mesmo? Estão atribuindo um sucesso a essa vacina que é mérito do sistema imunológico natural funcionante.

    1. Os pesquisadores da Indonésia certamente são mais sérios do que a turma do Butantan do Dória. A vachina com 67% de eficácia é outra irresponsabilidade como a do lockdown que fez de São Paulo o estado com maior número de mortes pelo vírus chinês.

  3. Se elas, as vacinas, são tão eficazes contra a praga chinesa, por que ainda se fala na obrigatoriedade de lockdown e uso da focinheira como medida sanitária, se como no caso da atriz Nicete Bruno e outros tantos foi verificado que não funcionam?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.