Israel vai testar a primeira vacina oral contra a covid-19

Segundo o fabricante, ela seria melhor que a vacina injetável por vários motivos
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Coravax
Foto: Reprodução/Coravax

O jornal Jerusalem Post confirmou que Israel deverá ser o país a lançar uma vacina oral contra a covid-19. A vacina, batizada como Oravax, foi desenvolvida pela empresa Oramed Pharmaceuticals em parceria com o Centro Médico Sourasky, em Tel-Aviv, e a Hadassah-University Medical Center, em Jerusalém. A vacina está esperando a aprovação do Ministério da Saúde israelense para poder chegar ao mercado. E os desenvolvedores estão particularmente interessados na América do Sul.

A Oravax usou três proteínas estruturais do novo coronavírus, em vez de apenas uma, como acontece com as vacinas injetáveis da Moderna e Pfizer. Segundo a Oramed, essa característica deverá deixar a Oravax mais eficaz contra as novas variantes da covid-19. Nadav Kidron, CEO da Oramed, destacou vantagens adicionais da vacina oral: ela pode ser enviada a qualquer lugar, até pelo correio, pode ser armazenada sem refrigeração especial e não precisa de nenhum “aplicador” profissional, como um enfermeiro.

O vídeo de divulgação da Oramed:

-Publicidade-

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.