Covid, a doença do medo

Em artigo publicado na Edição 70 da Revista Oeste, Dagomir Marquezi argumenta que o coronavírus serviu para camuflar o vazio de quem foi criado numa redoma emocional de privilégios
-Publicidade-
A grande maioria dos jovens brasileiros teve de frequentar ônibus lotados, rezando para não perder o emprego.
A grande maioria dos jovens brasileiros teve de frequentar ônibus lotados, rezando para não perder o emprego. | Foto: Shutterstock

Em artigo publicado na Edição 70 da Revista Oeste, Dagomir Marquezi argumenta que a ameaça da covid-19 serviu para camuflar o vazio de quem foi criado numa redoma emocional de privilégios e justificativas rasas. Segundo o colunista, a grande maioria dos jovens brasileiros teve de frequentar ônibus lotados, rezando para não perder o emprego. Para esses, o fantasma da covid ficou de um tamanho mais próximo ao real.

Leia um trecho

“O paranaense Mário era o tipo de pessoa que viajava todos os fins de semana para percorrer trilhas ou passear em alguma praia. Estava sempre pronto a rechear a mochila e cair na estrada. Até que veio a pandemia de covid-19.

-Publicidade-

Apavorado com o que via na TV, Mário se trancou no apartamento. Por quase um ano. Amigos e parentes traziam comida e remédios e deixavam os pacotes do lado de fora. Quando partiam, Mário colocava a máscara, abria cuidadosamente a porta, empunhando a garrafinha de álcool como uma arma. Antes de levar as encomendas para dentro do apartamento, borrifava cada embalagem, e cada produto. Quando abria as janelas, procurava não respirar muito fundo. Um ano depois de se trancar, pegou covid — a qual, por sua vez, se revelou uma gripe chata. Mas Mário ainda não teve coragem de voltar a suas trilhas.”

Gostou? Dê uma olhada no conteúdo abaixo.

Revista Oeste

A Edição 70 da Revista Oeste vai além do artigo de Dagomir Marquezi sobre o medo desmedido causado pela pandemia de covid-19. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de J. R. Guzzo, Augusto Nunes, Silvio Navarro, Guilherme Fiuza, Rodrigo Constantino, Afonso Marangoni, Frank Furedi, Daniel Ben-Ami e Fábio Matos

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro