Ditadura da Venezuela quer tomar o controle de partido opositor

O Tribunal Superior de Justiça da Venezuela, controlado pela ditadura, impôs uma junta diretiva ao Partido Vontade Popular, de oposição
-Publicidade-
Plenário da Assembleia Nacional da Venezuela | Foto: Guillermo Ramos Flamerich/Wikimedia
Plenário da Assembleia Nacional da Venezuela | Foto: Guillermo Ramos Flamerich/Wikimedia | Ditadura partido

O Tribunal Superior de Justiça da Venezuela, controlado pela ditadura, impôs uma junta diretiva ao Partido Vontade Popular, de oposição

Ditadura partido
Plenário da Assembleia Nacional da Venezuela | Foto: Guillermo Ramos Flamerich/Wikimedia

A Assembleia Nacional da Venezuela aprovou uma medida reconhecendo Leopoldo López como a única autoridade legítima do Partido Vontade Popular. Esse decisão acontece após o Tribunal Superior de Justiça impor uma junta diretiva para realizar um processo de reestruturação da legenda opositora.

-Publicidade-

O parlamento também pediu que a Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, tome medidas protetivas para os membros do Vontade Popular.

Veja também: “7 fatos que comprovam que a Venezuela é uma ditadura”

Durante uma sessão realizada por videoconferência, os deputados manifestaram solidariedade ao partido. O presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, é filiado ao  Vontade Popular, informa o jornal venezuelano El Nacional.

Uma oposição a serviço do regime

A deputada Larisa González acusou o regime de tentar tomar controle dos partidos opositores, com o objetivo de formar uma pseudo-oposição.

“O Vontade Popular não será derrubada por uma canetada, por uma decisão judicial porque ela reside da soberania popular”, disse González.

O deputado Freddy Guevara afirmou que estes atropelos contra os partidos políticos demonstram que o país dá mais um passo para um regime totalitário. Ele pediu que a oposição continue trabalhando incansavelmente para tirar a ditadura de Nicolás Maduro do poder.

Os membros da Assembleia Nacional, por fim, ressaltaram que o governo falhou em tentar dividir ou cooptar a oposição. Os líderes dos principais partidos de oposição, que formam a Mesa da Unidade Democrática (MUD), destacaram que continuam igualmente unidos pela democracia.

“Um partido político não é apenas a sua sigla, mas a essência de sua militância que crê nos valores e nos princípios democráticos”, afirmou a deputada Deyalitza Aray.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.