-Publicidade-

Escolas vão reabrir na Itália em janeiro

Frequência será limitada em 50% dos alunos entre os dias 7 e 15
A quantidade alunos nas salas de aulas estará reduzida a 50% — parcela que deve aumentar para 75% nos dias seguintes
A quantidade alunos nas salas de aulas estará reduzida a 50% — parcela que deve aumentar para 75% nos dias seguintes | Foto: Bima Rahmanda/Unsplash

Mesmo tendo registrado nos últimos três meses de 2020 os maiores números de casos confirmados e óbitos pelo novo coronavírus no país, a Itália reabrirá as escolas em 7 de janeiro. Na última quinta-feira, 31 de dezembro, as cidades italianas assinaram o acordo sobre o tema proposto pelo governo do país para as administrações regionais, provinciais e municipais. Entre 7 e 15 de janeiro, a quantidade alunos nas salas de aulas estará reduzida a 50% — parcela que deve aumentar para 75% nos dias seguintes.

De outubro a dezembro de 2020, 1,7 milhão de italianos testaram positivo para a covid-19 e 37 mil morreram com a doença. No último mês do ano passado, entretanto, o número de contaminações voltou a cair.

Enquanto isso, as escolas brasileiras permanecem fechadas há quase 200 dias. Em seu discurso de posse, Bruno Covas (PSDB-SP), prefeito reeleito de São Paulo, cidade com mais tempo sem aulas presenciais no país, garantiu que a reabertura estará entre suas prioridades de governo. O governador João Doria permitiu a retomada das aulas presenciais a partir de 1º de fevereiro, mas a palavra final será dos prefeitos de cada município.

Leta também: “Aulas presenciais passam a ser permitidas em todas as fases do Plano SP”

 

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Impostaria esta matéria de maneira diferente. “O Governo maluco da Italia mantem reféns seus cidadãos assustados e continua quebrando o pais”, promete a cada semana que reabrira o pais o mês seguinte mas isto não acontece.
    Precisando encontrem em http://www.parconditio.it uma valutação mais precisa sobre situação na Italia e no vaticano.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês