Estados Unidos acusam Maduro de narcoterrorismo

O departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) acusou oficialmente o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, e outros 14 autoridades do país de "narcoterrorismo, corrupção, tráfico de drogas e outros crimes".
-Publicidade-
Foto: Divulgação/DOJ
Foto: Divulgação/DOJ

O departamento de Justiça ofereceu $15 milhões para quem tiver informações que possam ajudar na prisão do ditador da Venezuela

Foto: Divulgação/DOJ
-Publicidade-

O departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) acusou oficialmente o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, e outros 14 autoridades do país de “narcoterrorismo, corrupção, tráfico de drogas e outros crimes”.

Hoje mais cedo, o jornal The New York Times já havia divulgado que Maduro seria processado por tráfico de drogas.

De acordo com o Procurador-geral dos Estados Unidos,William Barr, “O regime venezuelano, atualmente comandado por Maduro, está impregnado de criminalidade e corrupção. Há mais de 20 anos, Maduro e seus colegas alegadamente conspiram com as FARC, deixando que toneladas de cocaína entrem e devastem comunidades norte-americanas”.

Além do ditador, também estão na lista o presidente da Suprema Corte, Maikel Moreno; o ministro da Defesa, Padrino Lopez; o presidente da Assembléia Constituinte, Diosdado Cabello, e outros lideranças do governo venezuelano.

O DOJ informou que existe uma recompensa de $ 15 milhões para quem tiver informações que possa levar à captura de Maduro.

 

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.