EUA reabrem parques nacionais

O presidente norte-americano, Donald Trump, pretende reabrir comércios e outras atividades a partir do dia 1º de maio.
-Publicidade-
Zion National Park (Springdale, Utah)
Zion National Park (Springdale, Utah)

O presidente Donald Trump pretende reabrir comércios e outras atividades a partir de 1º de maio

Parque Nacional de Zion, em Springdale, cidade do Estado de Utah
-Publicidade-

O governo norte-americano planeja reabrir os parques nacionais do país e outros locais públicos, seguindo os procedimentos para proteger a saúde de todos. O anúncio foi feito hoje pelo presidente Donald Trump em um evento comemorativo do Dia da Terra na Casa Branca.

Alguns Estados norte-americanos já propuseram a reabertura comercial. O governador do Texas, Greg Abbot, apresentou as primeiras medidas de relaxamento gradual das restrições relacionadas à pandemia do coronavírus no país.

Ele foi o primeiro governador a seguir as diretrizes do presidente, incentivando comerciantes a recomeçar a operar a partir da próxima sexta-feira, 24.

O anúncio ocorreu na sexta-feira passada, 17, um dia depois de Trump apresentar um roteiro com orientações nacionais e precondições para a reabertura do comércio e de outras atividades a partir de  1º de maio ou antes.

Como foi anunciado por Oeste, de acordo com o presidente, dados recentes sugerem que os EUA estão ultrapassando o pico de novos casos. Durante coletiva de imprensa, ele citou o achatamento da curva da doença em Detroit e Denver, o declínio em Nova York e o “grande progresso” em Washington, Baltimore, Filadélfia e Saint Louis.

“Esses desenvolvimentos encorajadores nos colocaram em uma posição muito forte para finalizar as regras para os Estados que levarão à reabertura do país”, comemorou Trump. “É muito animador.”

 

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Espero que aqui no Brasil aconteça o mesmo, ainda mais que nossos números estão “anos luz” dos números pregados pelos “alarmistas”.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.