Eurodeputados pedem mais sanções contra Maduro

Um grupo de deputados do Parlamento Europeu pediu que o bloco amplie as sanções contra o regime de Nicolás Maduro. Assinada pela vice-presidente do Parlamento, Dita Charanzová, a nota foi assinada por 27 membros e endereçada para Josep Borrell, responsável pelas relações internacionais da UE.
-Publicidade-
Plenário do Parlamento Europeu
Olaf Kosinsky/Wikimedia
Plenário do Parlamento Europeu Olaf Kosinsky/Wikimedia

27 deputados assinaram carta endereçada ao responsável pela diplomacia da União Europeia

Um grupo de deputados do Parlamento Europeu pediu que o bloco amplie as sanções contra o regime de Nicolás Maduro.

-Publicidade-

Assinada pela vice-presidente do Parlamento, Dita Charanzová, a nota foi assinada por 27 membros e endereçada para Josep Borrell, responsável pelas relações internacionais da UE, de acordo com o jornal venezuelano El Nacional.

Na nota, que pode ser vista abaixo, os eurodeputados pediram que o ouro produzido na Venezuela seja proibido de ser comercializado. O regime é acusado de vender ouro de forma ilegal como uma forma de financiar a sua manutenção do poder.

Também foi pedido uma pressão mais efetiva para que sejam convocadas eleições livres na Venezuela.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.