Revista Oeste - Eleições 2022

Filhote de mamute da Era do Gelo é encontrado no Canadá

Restos mortais do animal pré-histórico indicam 35 mil anos de idade
-Publicidade-
Os mamutes desapareceram, dentre diversos fatores, devido à caça intensiva provocada por seres humanos
Os mamutes desapareceram, dentre diversos fatores, devido à caça intensiva provocada por seres humanos | Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

Mineradores do território de Yukon, no Canadá, fizeram uma descoberta inesperada durante as escavações na terça-feira 21. A equipe encontrou uma carcaça pré-histórica, que, segundo as autoridades do país, pertence a um filhote fêmea de mamute de mais de 35 mil anos de idade.

Os restos do animal foram identificados como um Mammuthus primigenius, a última espécie dos mamutes a sobreviver nas regiões mais a norte do planeta, até a sua extinção, há mais de 5 mil anos. Esses animais desapareceram, dentre diversos fatores, devido à caça intensiva provocada por seres humanos.

Filhote de mamute
Nun cho ga, o filhote de mamute lanoso encontrado no Canadá | Foto: Reprodução/Twitter
-Publicidade-

Mas este não foi o caso da pequena Nun cho ga. O nome atribuído ao mamute lanoso recém-encontrado significa “grande bebê animal”, na língua nativa-norte-americana hän, falada em Yukon. De acordo com os pesquisadores da Universidade de Calgary e do Yukon Geological Survey, o filhote morreu congelado com pouco mais de um mês.

Segundo os geólogos que contribuíram para recuperar os restos mortais de Nun cho ga, foram encontrados dentro do estômago da bebê mamute pedaços de grama. O indício revela que os últimos momentos de vida do animal aconteceram, talvez, enquanto pastava em um território que, na época, era disputado também por outros seres pré-históricos, como cavalos selvagens, bisões gigantes e leões da caverna.

O achado da múmia, que foi localizada praticamente completa, foi anunciado pelo governo da Província de Yukon na sexta-feira 24. “O território sempre foi um líder de renome internacional para a pesquisa da Era do Gelo e da Beríngia, outro período pré-histórico glacial. Estamos entusiasmados com esta descoberta significativa”, afirmou o ministro do Turismo e Cultura, Ranj Pillai.

Filhote de mamute
O mamífero mumificado é o mais completo já encontrado no continente | Foto: Reprodução/Twitter

Já para o paleontólogo Grant Zazula, o mamute simboliza a “descoberta mais importante em paleontologia na América do Norte”, além de ser o mamífero mumificado mais completo encontrado no continente. “Como paleontólogo da Era do Gelo, foi um dos meus sonhos de vida ficar cara a cara com um mamute lanoso real”, disse o pesquisador.

“Esse sonho se tornou realidade hoje. Nun cho ga é linda e um dos mais incríveis animais mumificados desse período já descobertos no mundo. Estou animado para conhecê-la mais”, concluiu Grant Zazula. A expectativa é que o filhote seja preservado para estudos, que devem acontecer ainda nos próximos meses.

Filhote de mamute
Equipe de mineradores ao lado do animal pré-histórico | Foto: Reprodução/Twitter
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.