O FMI nega ajuda à Venezuela

O Fundo afirma que não há reconhecimento dos 189 países-membros sobre a legitimidade do governo de Maduro Nicolás Maduro, ditador venezuelano, pediu ontem, terça-feira 17, ao Fundo Monetário Internacional (FMI)…
-Publicidade-

O Fundo afirma que não há reconhecimento dos 189 países-membros sobre a legitimidade do governo de Maduro

Nicolás Maduro, ditador venezuelano, pediu ontem, terça-feira 17, ao Fundo Monetário Internacional (FMI) uma ajuda de 5 bilhões de dólares para reforçar a luta contra o coronavírus no país.

-Publicidade-

O FMI, no entanto, negou a solicitação, alegando falta de clareza “sobre o reconhecimento internacional do governo da Venezuela”. Várias potências mundiais questionaram a legitimidade da reeleição de Maduro em 2018 e apoiam o autoproclamado presidente e líder da oposição Juan Guaidó, de acordo com informações da Rádio França Internacional.

“Infelizmente, o Fundo não está em posição de considerar esse pedido”, disse um porta-voz do FMI em comunicado enviado à AFP.

A chegada do coronavírus à Venezuela pode agravar a crise humanitária que afeta o país. Já se registraram 36 casos de covid-19.

A economia venezuelana registra pelo sexto ano consecutivo a queda de seu Produto Interno Bruto (PIB), além de enfrentar sanções dos Estados Unidos e a forte queda mundial do preço do barril de petróleo.

Nicolás Maduro teme possíveis reações populares, e o dinheiro ajudaria na compra dos alimentos financiados pelo governo caso a quarentena precise ser ampliada.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.