Indústria de armas cresce pelo 6º ano consecutivo

O volume comercial dos cem maiores fabricantes de armas aumentou mais de 15% nos últimos anos, segundo relatório
-Publicidade-
Os Estados Unidos mantiveram sua hegemonia global na venda de armas
Os Estados Unidos mantiveram sua hegemonia global na venda de armas | Foto: Arquivo/Agência Brasil

A indústria de armas mundial expandiu os negócios e cresceu durante a pandemia de covid-19, mesmo em meio às dificuldades no comércio internacional.

O último relatório sobre os cem maiores fabricantes de armas do mundo, feito pelo Instituto Internacional de Pesquisa para a Paz de Estocolmo (Sipri), mostrou que a indústria de armas teve o sexto ano consecutivo de crescimento.

O valor total das vendas foi de US$ 531 bilhões (cerca de R$ 3 trilhões), após seis anos seguidos de aumentos. O volume comercial dos cem maiores fabricantes cresceu mais de 15% nos últimos cinco anos.

-Publicidade-

Empresas americanas e europeias dominam o setor, respondendo por 82% de todas as vendas de armas, e o destaque foi o crescimento da indústria militar chinesa.

Os Estados Unidos mantiveram sua hegemonia global: as 41 empresas americanas incluídas entre as cem maiores do mundo representaram 54% das vendas totais no ano passado, com US$ 285 bilhões (R$ 1,6 trilhão).

As empresas de países emergentes também cresceram no período. A Índia tem três empresas entre as cem maiores. O aumento nos negócios chegou a 1,2% — no mesmo nível da Coreia do Sul.

Na China, há ainda mais armas saindo das fábricas. As cinco empresas do país asiático responderam por 13% das vendas das cem maiores.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.