-Publicidade-

Interesses da China não serão minados, ameaça Xi Jinping

Na comemoração dos 70 anos da Guerra da Coreia, presidente afirmou que país está organizado e não deve ser tratado com leviandade.
Salão do Povo na comemoração dos 70 anos da Guerra da Coreia | Foto: Xinhua/Zhai Jianlan
Salão do Povo na comemoração dos 70 anos da Guerra da Coreia | Foto: Xinhua/Zhai Jianlan | china, xi jinping, ameaças, guerra da coreia, estados unidos

Na comemoração dos 70 anos da Guerra da Coreia, presidente afirmou que país está organizado e não deve ser tratado com leviandade

china, xi jinping, ameaças, guerra da coreia, estados unidos
Salão do Povo na comemoração dos 70 anos da Guerra da Coreia | Foto: Xinhua/Zhai Jianlan

Durante as comemorações da participação chinesa na Guerra da Coreia, que aconteceu há 70 anos e colocou de um lado ONU, Estados Unidos e Coreia do Sul e de outro Coreia do Norte e China, o presidente Xi Jinping foi enfático em dizer que os interesses de soberania, segurança e desenvolvimento não serão minados.

Com o relacionamento com os americanos muito combalido depois da crise do coronavírus, por questões comerciais e por não concordar em como o presidente Donald Trump lida com a reintegração de Taiwan, o chinês preferiu não citar os Estado Unidos diretamente em seu discurso.

“Que o mundo saiba que ‘o povo da China está organizado agora, e não deve ser tratado com leviandade’”, ameaçou o chefe da Cidade Proibida de Pequim, em citação ao líder comunista Mao Tsé Tung.

De acordo com ele, unilateralismo, protecionismo e assédio vão fracassar, ainda que, na sequência, tenha pedido mais uma vez para que a modernização da defesa e das Forças Armadas chinesas fosse acelerada. “Sem um Exército forte, não pode haver uma pátria-mãe forte.”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. O Diabo Vermelho está vociferando!
    Quer espalhar fumaça de enxofre pelo mundo!
    Quem está disposto a entrar no inferno?
    Parece que o Doria já topou!

  2. Os interesses dos comunas ficam mais evidentes, quando se reúnem com PDT para apoiar a campanha d Ciro Gomes. Simplesmente fortatalecem inimigos políticos d seus desafetos afim d conseguir manipular a economia dos países p se beneficiar. Isso ainda vai acabar em guerra.

  3. Depois de todo o mal que a China causou ao mundo, devia ficar bem quieta! Esta soberba vai acabar, quando as populações nao aceitarem mais produtos xing ling. Eu não compro mais nada deste pais de víboras. Fico sem! E nao está me fazendo falta. É libertador saber que do meu dinheiro não vão ver a cor. Nada que venha de lá presta, assim como a cabeça deste tirano.

    1. Assassinos, Mao tse Tung foi o maior assassino da historia.Agora querem impor ao mundo sua ideologia .Comem ratos .qual interesse? Desse país nojento ,cujo representante no Brasil são o ratos da Dorinha calcinha e o Cheira Gomes,só vem virus.

  4. O combate ao avanço chinês deve ser feito pautado em uma política sustentável, devemos analisar as substituições que deverão ser feitas aos produtos hoje adquiridos com eles. Outro ponto de suma
    importância são os mecanismos que permitem a entrada deles no país, o exemplo disso é a possibilidade de comprar áreas cultiváveis, portos, industriais e outros bens de consumo primário. Essa técnica praticada por eles tem efeito acumulativo, eles se fortalecem em áreas estratégicas e depois interferem politicamente no país. Todo cuidado é pouco.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês