Japão promete ajuda na defesa de Taiwan

Declaração enfurece o regime chinês
-Publicidade-
Vista noturna de Taipei, a capital de Taiwan |
Foto: Heeheemalu/Wikimedia
Vista noturna de Taipei, a capital de Taiwan | Foto: Heeheemalu/Wikimedia

Taro Aso, o vice-primeiro-ministro do Japão, declarou que uma invasão chinesa em Taiwan seria uma “ameaça existencial” ao seu país. Segundo o jornal The Times, essa declaração mostra uma mudança “dramática” na posição japonesa com relação às ameaças do regime chinês.

“Se um problema mais grave acontecer em Taiwan”, declarou Aso, “não seria ir longe demais dizer que isso seria uma ameaça existencial [ao Japão]. Nesse caso, Japão e Estados Unidos teriam de trabalhar juntos para defender Taiwan. […] Nós temos de considerar seriamente que [o arquipélago japonês de] Okinawa poderia vir em seguida.”

Zhao Lijian, representante do Ministério das Relações Exteriores chinês, protestou: “A China está fortemente insatisfeita e resolutamente oposta a essas declarações. A China de hoje não é a China do passado. Nós nunca vamos permitir que qualquer país se intrometa com o caso de Taiwan de nenhuma maneira”.

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.