Mesmo com índice maior, Brasil cai 5 posições em ‘ranking’ de IDH

Na lista, chineses ficam atrás de brasileiros
-Publicidade-
A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MMFDH) | Foto: Willian Meira/MMFDH
A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MMFDH) | Foto: Willian Meira/MMFDH

Na lista, chineses ficam atrás de brasileiros

A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos | Foto: Willian Meira/MMFDH

Nesta terça-feira, 15, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou o ranking de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) com todos os países em 2020. Em 2019, o Brasil ficou na posição 79, com IDH 0,761. Neste ano, o país conseguiu um índice mais alto (0,765), mas caiu cinco posições e ficou em 84º lugar. Em 85º, nas duas edições aparece a China, e a nota da nação comunista melhorou de 0,758 para 0,761.

-Publicidade-

Em 2019, a Colômbia estava empatada com o Brasil, enquanto Armênia, Macedônia, Peru e Ucrânia apareciam em patamares inferiores. Em 2020, todos esses cinco países figuram em posição superior à brasileira. Os colombianos tiveram como índice 0,767. Os armênios estavam com 0,760 e agora estão com 0,776. Os peruanos subiram de 0,759 para 0,777. Os macedônios foram de 0,759 para 0,774. E os ucranianos evoluíram de 0,750 para 0,779.

O ranking do IDH, elaborado pela ONU, varia entre zero e um. Zero é o pior resultado possível e um é o melhor nível de qualidade de vida.

Leia também: “Escolas abertas: Grupo processa prefeitura de São Paulo”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro