-Publicidade-

Mesmo com índice maior, Brasil cai 5 posições em ‘ranking’ de IDH

Na lista, chineses ficam atrás de brasileiros
A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MMFDH) | Foto: Willian Meira/MMFDH
A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MMFDH) | Foto: Willian Meira/MMFDH

Na lista, chineses ficam atrás de brasileiros

A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos | Foto: Willian Meira/MMFDH

Nesta terça-feira, 15, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou o ranking de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) com todos os países em 2020. Em 2019, o Brasil ficou na posição 79, com IDH 0,761. Neste ano, o país conseguiu um índice mais alto (0,765), mas caiu cinco posições e ficou em 84º lugar. Em 85º, nas duas edições aparece a China, e a nota da nação comunista melhorou de 0,758 para 0,761.

Em 2019, a Colômbia estava empatada com o Brasil, enquanto Armênia, Macedônia, Peru e Ucrânia apareciam em patamares inferiores. Em 2020, todos esses cinco países figuram em posição superior à brasileira. Os colombianos tiveram como índice 0,767. Os armênios estavam com 0,760 e agora estão com 0,776. Os peruanos subiram de 0,759 para 0,777. Os macedônios foram de 0,759 para 0,774. E os ucranianos evoluíram de 0,750 para 0,779.

O ranking do IDH, elaborado pela ONU, varia entre zero e um. Zero é o pior resultado possível e um é o melhor nível de qualidade de vida.

Leia também: “Escolas abertas: Grupo processa prefeitura de São Paulo”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Com este STF (militante e sindicalista), Congresso (trava as pautas econômicas) e Governadores (matam empresas e empregos), como este país pode avançar????

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.