Nova variante do coronavírus ganha nome

Cepa foi descoberta no sul da África
-Publicidade-
Até o momento, não há registros da variante no Brasil
Até o momento, não há registros da variante no Brasil | Foto: Divulgação/Flickr

A nova variante do coronavírus ganhou um nome técnico: Omicron. A definição ocorreu nesta sexta-feira, 26, depois de uma reunião de emergência na Organização Mundial da Saúde (OMS).

Identificada pela primeira vez em Botsuana, no sul da África, a nova variante do coronavírus tem preocupado devido às mutações que podem conferir vantagens ao patógeno. Hong Kong também apresentou um caso da cepa.

Até o momento, não há registros da variante no Brasil. Conforme a OMS, as linhagens do microrganismo são classificadas em diferentes níveis, considerando aspectos de transmissibilidade e risco à saúde.

-Publicidade-

São três classificações: variantes de preocupação, variantes de interesse e sob monitoramento. A classificação das “variantes de preocupação” reúne as linhagens do coronavírus que apresentam alterações capazes de aumentar a transmissão ou a gravidade da covid-19.

Atualmente, são consideradas variantes de preocupação a Alfa (B.1.1.7), do Reino Unido; a Beta (B.1.351), da África do Sul; a Delta (B.1.617.2), da Índia; a Gama (P.1), do Brasil; e a Omicron (B.1.1.529), de Botsuana.

O médico Roberto Zeballos falou sobre a nova variante do coronavírus

“Não é a primeira vez que a gente vê alarmismo. Aliás, o grande inimigo da pandemia, além do vírus, é o pânico. Ele faz com que caia a imunidade das pessoas”, disse Zeballos, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Segundo o doutor em imunologia, são dois os fatores importantes que devem ser analisados em relação à nova variante: se a taxa de letalidade é maior do que as outras cepas e qual é o impacto nas reinfecções.

“O que precisamos saber dessa cepa nova é se ela mata mais e, o mais importante, qual é o impacto nas reinfecções. Se for como a cepa amazonense, o impacto é baixo. Se tiver um impacto maior nas reinfecções, pode ser um problema”, afirmou Zeballos.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.