-Publicidade-

Nova Zelândia registra 100 dias sem transmissão de covid-19

A vida voltou ao normal no país em junho deste ano depois das políticas bem-sucedidas da premiê Jacinda Ardern
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern | Foto: DIVULGAÇÃO/OTAN/FLICKR
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern | Foto: DIVULGAÇÃO/OTAN/FLICKR | A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern | Foto: DIVULGAÇÃO/OTAN/FLICKR

A vida voltou ao normal no país em junho deste ano depois das políticas bem-sucedidas da premiê Jacinda Ardern

nova zelândia
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern | Foto: DIVULGAÇÃO/OTAN/FLICKR

A Nova Zelândia atingiu ontem, domingo 9, o marco de 100 dias sem registro de casos domésticos de coronavírus. O país, com 5 milhões de habitantes, é um dos mais seguros do mundo para evitar a covid-19. Conforme noticiou Oeste, a vida voltou ao normal em junho deste ano depois da aplicação das políticas bem-sucedidas da premiê Jacinda Ardern, entre elas o rigor do controle de quem entra e sai do território. E o que chama atenção é que as máscaras não têm sido uma grande ferramenta contra o patógeno. Isso porque, em razão do fechamento do país, tornou-se difícil adquirir o produto, informa a CNN.

Até esta segunda-feira, 10, a Nova Zelândia registrou 1.219 casos confirmados do vírus chinês, incluindo apenas 21 infecções ativas — todas, contudo, acompanhadas em unidades de isolamento. No total, a ilha contabilizou 22 mortes provocadas pela doença respiratória. “Estamos vendo quão rápido o vírus pode voltar a emergir e se espalhar em lugares onde antes estava sob controle. Além disso, precisamos estar preparados para rapidamente eliminar qualquer caso futuro na Nova Zelândia”, observou o diretor-geral de Saúde do país, Ashley Bloomfield, em entrevista coletiva na sede do governo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês