O banho de sangue (e diversão) de ‘O Agente Oculto’

Filme dirigido pelos Russo Brothers tem cenas de ação hipnotizantes
-Publicidade-
Ryan Gosling e Chris Evans (foto: divulgação)
Ryan Gosling e Chris Evans (foto: divulgação)

Filme (Netflix)

O Agente Oculto

Se você gosta de “filme-cabeça” fuja de ‘O Agente Oculto’. Aqui o cérebro mal tem tempo de contar o número de cadáveres que tombam por minuto. Mas para quem gosta de um bom filme de ação este é classe A. A direção dos irmãos Anthony e Joe Russo (veteranos de megaproduções da Marvel) desafia a nossa atenção em cenas impossíveis. Duas sequencias são inacreditáveis: uma luta dentro de um avião se desintegrando no ar e um tiroteio demolidor pelas ruas de Praga.

-Publicidade-

O enredo não tem nada de original. Ryan Gosling é o “homem cinza” do título original, um agente fora de controle e assassino profissional. Seu maior inimigo é um chefe corrupto da CIA, vivido por Chris Evans (o ator de Capitão América) que rouba a cena com um bigode a la Fred Mercury e uma canalhice que chega a ser engraçada. No elenco também estão Billy Bob Thorton e Ana de Armas, que já havia mostrado ter vocação para filmes de ação no último James Bond, Sem Tempo Para Morrer.

O filme é baseado numa série de livros de sucesso de Mark Greaney, bem mais realistas e lógicos que este filme. Mas aqui a diversão é garantida com tiroteios intermináveis, e corridas impossíveis por várias cidades da Europa.

Assine a Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.