Presidente da Colômbia muda cúpula militar e cria atrito com Forças Armadas

Gustavo Petro determinou a passagem para a reserva de comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica
-Publicidade-
O anúncio de Gustavo Petro causou surpresa na cúpula militar do país
O anúncio de Gustavo Petro causou surpresa na cúpula militar do país | Foto: Divulgação

O novo presidente da Colômbia, Gustavo Petro, está promovendo uma mudança inédita na cúpula militar do país, elevando a tensão entre o governo de extrema esquerda e as Forças Armadas do país.

Petro determinou a passagem para a reserva (aposentadoria) de 22 generais da Polícia Nacional, 16 do Exército, sete da Marinha e três da Aeronáutica.

Segundo o chefe do Executivo, o critério usado para mudar a cúpula militar do país foi “violação zero dos direitos humanos e corrupção zero”. No entanto, a declaração de Petro soou como acusação aos que estão de saída.

-Publicidade-

No anúncio oficial, Petro estava acompanhado pelos novos comandantes e seu ministro da Defesa, o jurista Iván Velásquez — conhecido por sua defesa dos direitos humanos e por estar por trás de denúncias judiciais contra o ex-presidente Álvaro Uribe.

O novo comandante das Forças Armadas, o general Helder Giraldo Bonilla, é formado em direitos humanos e atuou na implementação de programas na área. No ano passado, ele esteve à frente de uma tropa de 25 mil homens que atuou durante uma greve nacional contra o governo de Iván Duque.

O engenheiro naval José Joaquín Amézquita passa a ser responsável pelo Estado Maior, enquanto o general Luis Mauricio Ospina, com formação em direitos humanos, tornou-se comandante do Exército.

“O sucesso dessas forças será medido na redução substancial dos massacres e no aumento das liberdades e direitos”, disse o presidente.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.