Prisão perpétua: membro do Estado Islâmico é condenado por morte de parlamentar

O britânico Ali Harbi Ali, de 26 anos, foi considerado culpado por assassinar o político David Amess
-Publicidade-
David Amess, de 69 anos, foi morto a facadas durante encontro com eleitores, em outubro do ano passado
David Amess, de 69 anos, foi morto a facadas durante encontro com eleitores, em outubro do ano passado | Foto: Divulgação

O integrante do Estado Islâmico Ali Harbi Ali, de 26 anos, foi condenado à prisão perpétua nesta quarta-feira, 13, sem possibilidade de redução da pena, pelo assassinato do deputado britânico David Amess.

No anúncio da sentença, o juiz londrino Nigel Sweeney disse não ter “nenhuma dúvida” de que deveria condená-lo à prisão perpétua pelo homicídio do legislador. “Foi um assassinato que atingiu o coração da nossa democracia”, disse o magistrado.

Ali Harbi, de 26 anos, foi condenado à prisão perpétua | Reprodução: Sky News
-Publicidade-

O caso

O político David Amess, de 69 anos, foi morto a facadas durante encontro com eleitores, em outubro de 2021, numa cidade ao leste de Londres.

Durante o julgamento, na última segunda-feira 11, Ali Harbi afirmou ter atacado o político conservador para evitar que causasse “dano aos muçulmanos”, alegando que “isso envia uma mensagem para seus colegas”. Ele declarou, ainda, que não tinha nenhum remorso por ter matado o deputado, que votou a favor de bombardear a Síria, em 2014.

“O réu não tem remorso nem vergonha pelo que fez, muito pelo contrário”, afirmou o juiz.

Ali Harbi nasceu em Londres. Sua família é de origem somali, grupo étnico do chamado Chifre da África, no nordeste do continente. Em 2014, o jovem abandonou a faculdade de Medicina para se integrar ao Estado Islâmico.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Infelizmente, sempre que o islamismo tiver força política em um país, não haverá tolerância com os que não forem adeptos da religião. A tolerância religiosa deve ser difundida e ensinada desde os primeiros anos de vida.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.