-Publicidade-

Reino Unido fecha ainda mais o cerco em torno da Huawei

Gigante de tecnologia chinês é suspeito de espionar pessoas

Gigante de tecnologia chinês é suspeito de espionar pessoas

Huawei
Governo Johnson está alinhado aos Estados Unidos | Foto: Divulgação/Huawei

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, dobrou a aposta e proibiu empresas de telecomunicação de instalarem o novo kit 5G da Huawei depois de setembro de 2021. A medida faz parte da estratégia do governo conservador de eliminar das redes móveis equipamentos do gigante de tecnologia chinês até o fim de 2027. A China criticou a medida e falou em preconceito, enquanto a Huawei informou na semana passada que estava desapontada com a exclusão do lançamento do 5G no Reino Unido — as companhias que violarem as novas leis deverão pagar £ 100 mil libras (US$ 133,1 mil) para as empresas caso violem a proibição. Johnson está alinhado com o posicionamento dos Estados Unidos. O presidente Donald Trump tem consigo informações segundo as quais o Partido Comunista da China usa a Huawei para espionar pessoas.

Leia também: “China omitiu e minimizou covid, revelam documentos”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês