Robinho é condenado por estupro na Itália

A Corte de Cassação de Roma, última instância da Justiça do país, determinou que o jogador vai ter de cumprir nove anos de prisão

-Publicidade-
Na Itália, Robinho foi condenado por violência sexual
Na Itália, Robinho foi condenado por violência sexual | Foto: Reprodução/Flickr

A Corte de Cassação de Roma, última instância da Justiça italiana, condenou o atacante Robinho a nove anos de prisão por violência sexual. O julgamento realizado nesta quarta-feira, 19, também resultou na condenação de Ricardo Falco, amigo do ex-jogador da Seleção Brasileira. A sentença é definitiva e não cabe recurso. A execução da pena é imediata.

Nesta manhã, os advogados do atleta apresentaram um último recurso, que foi negado pela corte romana.

Agora, a Itália poderá pedir a extradição de Robinho e Falco, que atualmente vivem no Brasil. Entretanto, eles dificilmente serão mandados para o país europeu, porque a Constituição Federal de 1988 veta a extradição de brasileiros. Ainda assim, a Justiça italiana poderá solicitar que ambos os condenados cumpram suas penas de prisão em penitenciárias brasileiras.

-Publicidade-

Para que Robinho e Falco sejam presos, é necessário que a Itália peça a transferência de execução de pena à Justiça brasileira. Depois, o Supremo Tribunal Federal (STF) terá de fazer a homologação da sentença estrangeira. De acordo com a Secretaria de Cooperação Internacional da Procuradoria-Geral da República (PGR), não existe um prazo definido para o trâmite do processo.

O caso

O crime cometido por Robinho ocorreu em 22 de janeiro de 2013. Na ocasião, o jogador e outros cinco brasileiros abusaram sexualmente de uma mulher albanesa na Sio Café, uma das boates mais conhecidas de Milão.

Na denúncia, a vítima alegou ter sido embriagada e abusada por seis homens enquanto estava inconsciente. A defesa dos brasileiros, por sua vez, garante que a relação foi consensual. Naquele dia, a mulher comemorava seu aniversário de 23 anos de idade. No fim desta semana, completará 32.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. O jornalista Paulo Mathias, da Jovem Pan, ouviu a conversa do jogador com os “parças” e disse, nas palavras dele: “A conversa é nojenta e fica explícito, que aparentemente, aconteceu o abuso”…. Que se cumpra a lei. Ele terá muito tempo para refletir o que fez.

  2. Por pouco o Neymar Jr. também não cai no golpe com aquela piriguete simulando que ele tinha agredido ela, infelizmente o mundo tá assim, tem mulher em boate que dá igual chuchu em beira de cerca e depois do golpe vai na delegacia. Logo logo veremos prostituta ameaçando a dizer que foi extuprada se o cliente não der a propria casa. O lado bom é que quem pensa a ter um comportamento desvirtuosos mudará de idéia e logo todos por medo de processo e ameaça só faram sexo depois do casamento.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.