Satélites de Musk quase provocam acidente no espaço

Estação espacial chinesa executou 'manobras evasivas' para 'prevenir uma potencial colisão'
-Publicidade-
Imagem mostra astronauta saindo do módulo central da estação espacial chinesa Tiangong
Imagem mostra astronauta saindo do módulo central da estação espacial chinesa Tiangong | Foto: Reprodução/DPA

A China acusou, na terça-feira 28, os Estados Unidos de terem uma conduta irresponsável e insegura no espaço com satélites de Elon Musk.

Isso aconteceu depois de dois satélites operados pela SpaceX terem estado perigosamente próximos de colidir com a nova estação espacial chinesa, a Tiangong.

“Os EUA ignoram suas obrigações sob os tratados internacionais, representando uma séria ameaça à vida e à segurança dos astronautas”, disse o porta-voz do Ministério do Exterior da China, Zhao Lijian, em entrevista coletiva.

-Publicidade-

A Tiangong executou “manobras evasivas” para “prevenir uma potencial colisão” com os satélites Starlink, informou o governo chinês em uma queixa enviada ao Comitê da Organização das Nações Unidas (ONU) para Usos Pacíficos do Espaço Exterior.

Os incidentes ocorreram em 1º de julho e em 21 de outubro.

Starlink, da SpaceX

A Starlink, uma divisão da SpaceX, planeja lançar cerca de 2 mil satélites na órbita terrestre, que visam a fornecer acesso à internet em lugares remotos do planeta.

Em seu 34º e último lançamento, realizado em 18 de dezembro, a SpaceX colocou 52 satélites em órbita.

Tratado do Espaço Exterior

A SpaceX é uma empresa privada norte-americana, independente da agência espacial civil e militar, a Nasa.

No entanto, a China alega em sua nota à ONU que os membros do Tratado do Espaço Exterior, assinado em 1967 e que é a base da lei espacial internacional, também são responsáveis pelas ações de suas entidades não governamentais.

Dirigindo-se a repórteres, o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, recusou-se a responder especificamente às acusações chinesas.

“Nós encorajamos todos os países com programas espaciais a serem atores responsáveis para evitar atos que possam colocar em perigo astronautas, cosmonautas e outras pessoas que estão orbitando a Terra ou que têm potencial para isso”, disse Price.

A SpaceX não se pronunciou sobre o fato.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. ué?!?!
    QUEM FOI QUE FEZ UM TESTE do missil destruidor de satélites há cerca de um ano atrás?!
    Os detritos do satélite destruído, no teste chines, colocou em altissimo risco a Estação Espacial Internacional…a RUSSIA também fez isso recentemente.
    Ou voces esquecerem que os astronautas precisaram colocar, as pressas, seus trajes espaciais e se refugiarem nos modulo de fuga?!

    Entra logo em Guerra China! COVARDES! Sempre foram…
    Paga pra ver…vai perder Bonito.
    SE usarem armas nucleares….será varrida do MAPA.
    vai lá….invadam logo TAIWAN… COVARDES MENTIROSOS!

  2. Ihhhh. Começou o mi-mi-mi com quem não faz parte do consórcio. O consórcio entre China(comunismo), Bigtechs e Bigfarmas ainda vai dar m…… para a população do planeta. Vai vendo……

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.