Talibã manda decapitar manequins das lojas

Manequins são considerados "estátuas" adoradas, o que, segundo o regime, é proibido pelo Islã
-Publicidade-
Foto: divulgação Mercado Livre
Foto: divulgação Mercado Livre

O Talibã mandou cortar a cabeça dos manequins exibidos nas lojas da província de Herat. Segundo o Ministério para a Propagação da Virtude e a Prevenção do Vício, os manequins representam “estátuas” que são “adoradas”, o que é proibido pelas leis do Islã.

Segundo o jornal britânico The Times, apesar das promessas de que retornaria ao poder mais moderado, o Talibã voltou a promover enforcamentos públicos e a jogar corpos decapitados nas praças da cidade.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Bem, o Brasil é bem mais amigável. Veja, por exemplo, que certos políticos em campanha cumprimentam calorosamente até os manequins de lojas…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.