-Publicidade-

Trump consegue acordo de US$ 2 trilhões para socorrer a economia dos EUA

Na última semana, governo e oposição divergiram sobre vários pontos acerca do auxílio financeiro
U.S. President Donald Trump declares a national emergency at the U.S.-Mexico border during remarks about border security in the Rose Garden of the White House in Washington, U.S., February 15, 2019. REUTERS/Carlos Barria
U.S. President Donald Trump declares a national emergency at the U.S.-Mexico border during remarks about border security in the Rose Garden of the White House in Washington, U.S., February 15, 2019. REUTERS/Carlos Barria | trump

Na última semana, governo e oposição divergiram sobre vários pontos acerca do auxílio financeiro

“Finalmente temos um acordo. Estou emocionado”, comemorou o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, nesta quarta-feira, 25, no plenário da Casa. O líder democrata no Senado, Chuck Schumer, chamou-o de “acordo excepcional”.

A declaração vem depois de o governo Trump e a oposição chegarem a um acordo para aprovar um pacote de socorro à economia. Na última semana, o governo e os democratas divergiram sobre vários pontos da iniciativa federal, rejeitada três vezes pela oposição.

O valor acordado, de 2 trilhões de dólares, se destinará a custear gastos e incentivos fiscais que reforçarão a economia norte-americana, que foi prejudicada pelo coronavírus. O plano, contudo, ainda precisa ser votado nas duas casas do Congresso.

Saiba mais

Segundo a agência Reuters, o pacote de auxílio financeiro acordado entre governo e oposição inclui:

1- US$ 500 bilhões que podem ser usados ​​para financiar empréstimos e assistência a empresas (incluindo US$ 50 bilhões para empréstimos a companhias aéreas dos EUA, além de governos estaduais e locais).

2- US$ 350 bilhões para ajudar pequenas e médias empresas e US$ 250 bilhões para o auxílio-desemprego.

3- US$ 150 bilhões para hospitais e outros prestadores de serviços de saúde, direcionados para a compra de equipamentos e suprimentos.

4- US$ 150 bilhões para os Estados e municípios, além de subsídio às estatais que combaterem o coronavírus.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês