Ucrânia articula-se para defender Chernobyl de invasão russa

Governo recebeu informações da inteligência segundo as quais há mobilização de tropas nos arredores da cidade fantasma
-Publicidade-
Em 1986, um retor nuclear explodiu em Chernobyl. Dessa forma, a cidade se tornou fantasma | Foto: Divulgação/Flickr
Em 1986, um retor nuclear explodiu em Chernobyl. Dessa forma, a cidade se tornou fantasma | Foto: Divulgação/Flickr

A Ucrânia está preparando todas as defesas contra uma possível invasão russa. Enquanto organiza as tropas pelo país, o governo não quer deixar desprotegida a rota mais curta da Rússia para a capital, Kiev, pelo norte: Chernobyl. É o que informou nesta segunda-feira, 24, o jornal The New York Times.

Em 1986, a explosão de um reator causou o pior desastre nuclear da história daquela cidade. Apesar disso, o Executivo entendeu ser necessário protegê-la. “Não importa se está contaminada ou se ninguém mora aqui”, disse o tenente-coronel Yuri Shakhraichuk, do serviço de guarda de fronteira ucraniano.

Conforme o militar, a inteligência ucraniana recebeu informações de que a zona de exclusão estaria sendo considerada porta de entrada pelos os russos. Há três décadas, quando a Ucrânia fazia parte da União Soviética, as autoridades determinaram o isolamento do local, de modo a limitar o avanço radioativo.

-Publicidade-

Não é a primeira vez que a Ucrânia mobiliza forças para Chernobyl. Dois meses atrás, o governo enviou forças adicionais para a área, devido ao aumento das tensões com a Rússia e Belarus, um aliado do Kremlin cuja fronteira fica a 8 quilômetros do reator atingido e para onde a Rússia deslocou tropas.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Chernobyl fica ao norte de Kiev próxima com a fronteira com a Bielo-Rússia no caso de uma invasão por ali, seria uma campanha muito rápida, uma espécie de blitzkrieg para a tomada da capital da Ucrânia. Outra zona crucial aos russos é a região leste, tradicional celeiro agrícola e de muito interesse para Moscovo que talvez enfrente um problema de abastecimento mas isso é apenas uma especulação. Enfim, as guerras, os conflitos doravante serão por água e alimento, Brasil que abra os olhos!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.