Ucrânia: depois dos EUA, Reino Unido e Austrália retiram familiares de diplomatas de embaixadas

Rússia ameaça invadir o país
-Publicidade-
O presidente da Rússia, Vladimir Putin
O presidente da Rússia, Vladimir Putin | Foto: Reprodução/Flickr

O Reino Unido e a Austrália iniciaram a retirada das famílias dos funcionários de suas embaixadas na capital da Ucrânia, Kiev, nesta segunda-feira, 24. Isso porque a Rússia ameaça invadir o país. Em paralelo, a Organização do Tratado do Atlântico Norte anunciou que vai enviar tropas para o leste da Europa.

Conforme noticiou Oeste, os Estados Unidos também retiraram parentes de diplomatas, sobretudo depois de saber que a Rússia tem mais de 100 mil soldados na fronteira. Apesar de realizar exercícios militares em Belarus, que fazia parte da União Soviética, os russos negam que invadirão a Ucrânia.

-Publicidade-

A embaixada britânica informou que, além dos dependentes dos funcionários das embaixadas, “servidores não essenciais” também serão trazidos de volta para o Reino Unido. A Austrália passou a alertar seus cidadãos para não irem à Ucrânia e pediu às pessoas que a deixem por meios comerciais.

Otan em defesa da Ucrânia

Os países da Otan anunciaram hoje que vão reforçar a capacidade defensiva no leste da Europa, enviando tropas, aviões e navios para contrabalançar a concentração de tropas russas na fronteira com a Ucrânia.

“A Otan continuará tomando todas as medidas necessárias para proteger e defender todos os aliados, inclusive reforçando a parte oriental da aliança”, informou o secretário-geral do organismo, Jens Stoltenberg.

Leia também: “Dead man walking”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 96 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.