Universidade de Oxford testa ivermectina contra a covid-19

Estudo mostrou que o uso antecipado do medicamento pode reduzir a carga viral do novo coronavírus
-Publicidade-
Segundo a Oxford, o remédio provocou redução da replicação do patógeno em estudos laboratoriais
Segundo a Oxford, o remédio provocou redução da replicação do patógeno em estudos laboratoriais | Foto: Divulgação

O medicamento antiparasitário ivermectina está sendo estudado na Universidade de Oxford como um tratamento possível para a covid-19. É o que informou a instituição acadêmica, na segunda-feira 21. Trata-se de uma pesquisa apoiada pelo governo do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, com a finalidade de auxiliar na recuperação de pacientes com coronavírus não hospitalizados.

Segundo a Oxford, o remédio provocou redução da replicação do patógeno em estudos laboratoriais. O levantamento batizado de “Principle” mostrou, ainda, que administrar a droga antecipadamente pode reduzir a carga viral do microrganismo, além da duração dos sintomas em alguns pacientes com quadros leves da doença. Atualmente, a ivermectina está sendo utilizada em alguns países como atendimento imediato.

“Ao incluir a ivermectina em um estudo de grande escala como o Principle, esperamos gerar evidências robustas para determinar o quão eficiente o tratamento é contra a covid-19, e se há benefícios ou prejuízos associados ao seu uso”, declarou Chris Butler, um dos líderes da pesquisa. A ivermectina é o sétimo medicamento a ser testado no estudo, e está atualmente sendo avaliado ao lado do remédio antiviral favipiravir.

-Publicidade-

No novo levantamento da Oxford, a ivermectina será administrada em pessoas com mais de 50 anos e com sintomas da covid-19, para verificar se ela é capaz de evitar hospitalizações. Os voluntários serão pacientes do sistema público de saúde britânico. Pessoas com condições hepáticas graves, que tomam o medicamento anticoagulante varfarina, ou outros fármacos que se sabe que interagem com a ivermectina, não poderão integrar o estudo.

Leia também: “A solução que venceu a ideologia”, reportagem publicada na Edição 3 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site