Zelensky quer conversar com Putin sobre a Crimeia

Segundo o presidente ucraniano, o diálogo com o líder russo poderia parar parcialmente o conflito no Leste Europeu
-Publicidade-
Volodymyr Zelensky, o presidente da Ucrânia
Volodymyr Zelensky, o presidente da Ucrânia | Foto: Divulgação/Ukrinform

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, diz estar disposto a conversar com o líder russo, Vladimir Putin, sobre o status da Península da Crimeia, anexada pelo Kremlin em 2014. Luhansk e Donetsk, as repúblicas separatistas localizadas no leste ucraniano, também estariam em pauta.

“Se houver a oportunidade, e a Rússia tiver o interesse, poderemos tratar de todas as questões”, disse Zelensky, em entrevista publicada no portal Suspiline. “Resolveríamos tudo lá? Não, mas existe a possibilidade de que possamos ao menos parar parcialmente a guerra.”

Crimeia, Luhansk e Donetsk são os principais motivos do conflito no Leste Europeu. Putin quer o reconhecimento da independência dessas regiões, enquanto Zelensky não pretende assumir nenhum compromisso que afete a integridade territorial e a soberania da Ucrânia.

-Publicidade-

“Na primeira reunião com o presidente da Rússia, estou pronto para tratar desses assuntos”, declarou o líder ucraniano, ao explicar que uma possível mudança no status daquelas cidades seria submetida a um referendo nacional. “É uma história muito difícil para todos nós. Para encontrar uma saída, devemos dar este primeiro passo: o fim da guerra.”

Zelensky reconhece que seu país não deve participar da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), mas descarta se render aos russos. “A Ucrânia não pode aceitar nenhum ultimato da Rússia”, ressaltou. “Em primeiro lugar, teríamos de ser destruídos. Só assim os ultimatos seriam respeitados.

Leia também: “Putin, a Mãe Rússia e o Ocidente”, artigo de Rodrigo Constantino publicado na Edição 102 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Ao que parece, esse senhor esta se deliciando com os “15 minutos de fama” obtidos a custa da população ucraniana. Deveria propor medidas serias para terminar a guerra.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.