-Publicidade-

Itamaraty: Índia tem ‘boa vontade’ para liberar vacina, mas há problema logístico

Chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, telefonou ao chanceler indiano

Chanceler brasileiro Ernesto Araújo telefonou ao colega indiano

vacina
Avião que irá à Índia buscar a vacina da AstraZeneca | Fotos: Tony Winston/MS

O Ministério das Relações Exteriores afirmou nesta sexta-feira, 15, que o governo da Índia mostra “boa vontade” em liberar vacinas para o Brasil, mas apontou “dificuldades logísticas”, pois o pedido ocorre no momento em que o país começa sua campanha de vacinação contra a covid-19.

O chanceler do Brasil, Ernesto Araújo, telefonou na noite de ontem, quinta-feira 14, ao chanceler da Índia, Subrahmanyam Jaishankar, e reiterou o pedido para importação de 2 milhões de doses prontas da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca.

Leia mais: “Como surgiu o novo coronavírus?”, na edição desta semana da Revista Oeste

A expectativa é que a situação se resolva “nos próximos dias”, disse o ministério. O Itamaraty afirma que a dificuldade é “puramente logística”, ou seja, não haveria veto da Índia para a exportação das doses.

A distribuição dessas vacinas é a aposta do governo federal para abrir a campanha de imunização contra a covid-19 no Brasil na próxima quarta-feira, 20, caso a Anvisa aprove o uso emergencial do imunizante.

Inicialmente, o governo brasileiro esperava enviar avião rumo à Índia na noite desta sexta-feira, 15, para buscar as doses.

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês