-Publicidade-

Líder do governo na Câmara volta a defender nova Constituição

Deputado Ricardo Barros destaca que não há como bancar todos os direitos incluídos no texto de 1988

Deputado Ricardo Barros destaca que não há como bancar todos os direitos incluídos no texto de 1988

Ricardo Barros
Deputado Ricardo Barros | Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), voltou a defender nesta segunda-feira, 4, que o Brasil tenha uma nova Constituição. Ele destacou que a Carta tem 103 vezes a palavra “direitos” e apenas nove vezes a palavra “deveres”.

Em artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo, ele disse que José Sarney, quando era presidente, já havia previsto que o país se tornaria ingovernável, pois não há como bancar todos os direitos incluídos no texto de 1988.

Leia mais: “A Constituição do atraso”, artigo de Selma Santa Cruz na Edição 28 da Revista Oeste

O deputado afirma que, embora a Constituição diga que todos são iguais perante a lei, juízes, promotores, fiscais da Receita e determinados servidores não precisam responder por eventuais erros.

“Ao defender a reforma da Constituição, penso também em equilibrar os Poderes, pois o poder Fiscalizador ficou muito maior do que os demais, com uma situação inaceitável de inimputabilidade dos seus agentes”, acrescenta o líder do governo.

Ele sugere, por fim, que o povo deveria ter o poder de decidir se o caminho é uma nova Constituição.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Nova Constituição com o Congresso infestado de comunistas? Tá louco! A emenda vai sair um milhão de vezes pior do que o soneto. Além do mais, pra que fazer nova Constituição se o esse-t-efe não respeita nem a que temos?

  2. Tá maluco esse aí.
    Uma nova constituição se feita por essa cambada que aí está, antes entregar logo os nossos aquíferos para os meliantes COMUNISTAS.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês