-Publicidade-

Amoêdo critica deputados do Partido Novo

Fundador da legenda reclama publicamente da postura da bancada na Câmara
João Amoêdo foi um dos fundadores do Partido Novo
João Amoêdo foi um dos fundadores do Partido Novo | Foto: Miguel Schincariol/Divulgação

João Amoêdo reclamou publicamente da postura adotada pela bancada do Partido Novo na votação que validou a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ). Neste sábado, 20, o empresário, que foi um dos fundadores da legenda, defendeu a ida da sigla para a oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro.

Leia mais: “Bolsonaro promete mais trocas no governo”

“Discordo do voto da bancada que foi contra a manutenção da prisão do deputado bolsonarista”, publicou Amoêdo no Twitter. Na sessão realizada na noite desta sexta, 19, na Câmara, os oitos deputados do Novo votaram contra a prisão de Silveira, detido desde o início da semana a mando do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

“É decepcionante, também, que o partido não seja oposição ao desgoverno que temos hoje”, prosseguiu Amoêdo, que foi um dos candidatos à presidência em 2018. “Não era esse o papel que imaginávamos para o Novo quando da sua fundação”, lamentou o político.

Rebatido

Deputado federal pelo Novo do Rio Grande do Sul, Marcel van Hattem rebateu a crítica de Amoêdo. Reforçou que a bancada do partido na Câmara tem postura independente, buscando defender a Constituição e os valores liberais. “[Não somos] nem fanáticos a favor nem fanáticos contra”, afirmou van Hattem.

Apesar dos votos da bancada do Partido Novo, a maioria dos deputados decidiu pela manutenção da prisão de Daniel Silveira. A lista completa de como cada deputado votou está disponível aqui.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês