-Publicidade-

Cresce pressão na Câmara para manter eleições 2020 em outubro

Há uma clara divisão sobre as eleições 2020: Centrão defende manutenção de datas; esquerda defende adiamento
Plenário da Câmara dos Deputados | Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Plenário da Câmara dos Deputados | Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Há uma clara divisão sobre as eleições 2020: Centrão defende manutenção de datas; esquerda defende adiamento

eleições 2020
Plenário da Câmara dos Deputados | Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Após a reabertura gradual da economia em alguns Estados, cresceu a pressão dentro da Câmara, principalmente dos deputados ligados ao chamado Centrão, para que as eleições de 2020 não sejam adiadas. Conforme a Constituição, neste ano, o primeiro turno da disputa deve ocorrer no dia 4 de outubro, e o segundo turno em 25 de outubro.

Integrantes de partidos como Republicanos, Progressistas, PL, PTB, Solidariedade e PSD alegam que a tendência é que ocorra um natural achatamento da curva de contaminação da covid-19 até outubro e que não seria necessário um adiamento. Durante essa semana, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Roberto Barroso, citou a possibilidade de postergar o pleito para 6 de dezembro. Deputados do PSL e também da esquerda, como do PT, têm citado essa como uma data ideal para as eleições municipais.

Revista Oeste: Cloroquina, a solução que venceu a ideologia

O líder do DEM na Câmara, deputado Efraim Filho (PB), acredita que as próximas semanas serão fundamentais para que a Casa tenha um parâmetro concreto sobre a evolução da doença no País. “Creio que uma decisão por volta do dia 30 de junho teremos um parâmetro mais realista do cenário da pandemia para o 2° semestre. Será a ciência ao final que vai decidir [sobre o adiamento das eleições]”, defende o parlamentar.

Nesta terça-feira, 9, o Ministério Público Eleitoral (MPE) enviou ofício ao Congresso Nacional defendendo a manutenção das eleições para outubro.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês