-Publicidade-

Twitter exclui 20 mil contas falsas vinculadas aos governos saudita, sérvio e egípcio

O Twitter excluiu 20 mil contas falsas vinculadas aos governos da Sérvia, Arábia Saudita, Egito, Honduras e Indonésia, dizendo que violaram a política da empresa na tentativa de prejudicar a conversa pública, atacando oponentes políticos e compartilhando informações para exaltarem seus governantes.

A rede social também excluiu contas ligadas a Honduras e à Indonésia que violaram a política do site na tentativa de prejudicar o debate público

Foto: PxHere

O Twitter excluiu 20 mil contas falsas vinculadas aos governos da Sérvia, Arábia Saudita, Egito, Honduras e Indonésia, sob a alegação de que violaram a política da empresa na tentativa de prejudicar a conversa pública, atacando oponentes políticos e compartilhando informações para exaltar seus governantes.

Yoel Roth, chefe de integridade do site, disse que a remoção das contas fazia parte do “trabalho em andamento da empresa para detectar e investigar operações de informações apoiadas pelo Estado”.

Das contas removidas na última quinta-feira, dia 2, 8.558 delas estavam ligadas ao Partido Progressista Sérvio (SNS), do presidente Aleksandar Vučić.

Os perfis publicaram mais de 43 milhões de tuítes com informações positivas sobre o governo de Vučić e ataques a seus oponentes políticos, de acordo com o jornal britânico The Guardian.

O Twitter também removeu 5.350 contas vinculadas à Arábia Saudita, Egito e Emirados Árabes Unidos. Juntos, eles tuitaram 36,5 milhões de vezes elogiando a liderança saudita e criticando as atividades do Catar e da Turquia no Iêmen.

No mês passado, o Twitter, em ação conjunta com o Facebook, desabilitou contas russas ligadas ao grupo conhecido como Internet Research, apontado como o principal participante de movimentos com o propósito de espalhar desinformação durante as eleições norte-americanas em 2016.

“A transparência é fundamental para o trabalho que fazemos no Twitter”, justificou um comunicado da empresa. “Esses comportamentos violam nossa política e são uma tentativa direcionada de prejudicar a conversa pública.”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês