As Américas vivem uma temporada de caça às bruxas

É que afirma Ana Paula Henkel, em artigo publicado na Edição 125 da Revista Oeste
-Publicidade-
As Américas vivem uma temporada de caça às bruxas
As Américas vivem uma temporada de caça às bruxas | Foto: Reprodução/Mídias sociais

Em artigo publicado na Edição 125 da Revista Oeste, Ana Paula Henkel escreve sobre a temporada de caça às bruxas que as Américas estão vivendo. De acordo com a colunista, estamos vendo a divisão entre os que estão dispostos a usar o poder do Estado para silenciar seus oponentes e os que estão preocupados com a liberdade e o império das leis.

Leia um trecho

“As Américas começam a ver uma divisão política nacional permanente. Não é uma simples ruptura entre democratas e republicanos, ou lulistas e bolsonaristas. Isso é simples demais. O que estamos vendo é a divisão entre pessoas que estão dispostas a usar o poder do Estado para silenciar seus oponentes e aquelas que estão preocupadas com a liberdade e o império das leis. O que manteve a América unida desde a Guerra Civil não foi a Constituição ou a Declaração de Direitos (Bill of Rights), por mais importantes que sejam esses documentos. A União Soviética possuía ‘leis de direitos’ que garantiam a ‘liberdade de expressão e direitos iguais’. E os bolcheviques assassinaram seus adversários políticos e enviaram seus dissidentes aos gulags. Lavrentiy Beria, o chefe da polícia secreta mais implacável e mais antigo no reinado de terror de Joseph Stalin na Rússia e na Europa Oriental, se gabava de poder provar uma conduta criminosa contra qualquer pessoa, até mesmo um inocente: ‘Mostre-me o homem e eu lhe mostrarei o crime’. Essa era a infame ostentação de Beria.

-Publicidade-

O que nos mantém funcionando, mesmo com todos os defeitos detectados em nossas leis, diferentemente dos bolcheviques, é que nossas Constituições separaram os Poderes para impedir uma união partidária em torno de apenas um. Eleições têm consequências. As espinhas dorsais das eleições no Brasil, em outubro, e nos Estados Unidos, em novembro, nunca estiveram tão próximas e talvez nunca foram tão importantes não apenas para as Américas, mas para o Ocidente.”

Gostou? Dê uma olhada no conteúdo abaixo.

Revista Oeste

A Edição 125 da Revista Oeste vai além do texto de Ana Paula Henkel. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de Bruno Freitas, Flavio Morgenstern e Iara Lemos, J.R. Guzzo, Augusto Nunes, Rodrigo Constantino, Guilherme Fiuza, Roberto Motta, Salim Mattar, Silvio Navarro, Edilson Salgueiro, Evaristo de Miranda, Bruno Meyer, Dagomir Marquezi, Joanna Williams e Diego Pessi.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Primeiro nos incentivam a pensar, lutarmos pro nossos direitos, expressarmos nossas opiniões …depois não gostam dos nossos pensamentos, expressões e opiniões…somos as conversões inapropriadas. Os apóstolos de Cristo Jesus, passaram por isso,.

  2. Cabeça de ovo tava mentindo agora a pouco para um bando de puxa saco , torradores de dinheiro público.
    Só uma pessoa lá ouviu e não gostou desta palhaçada e teatro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.