Auxílio emergencial terá mais quatro parcelas de R$ 300

Governo federal anunciou extensão do benefício popularmente conhecido como coronavoucher após reunião no Palácio da Alvorada.
-Publicidade-
O ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro: <i>o coronavoucher </i> fica, mas com responsabilidade fiscal <br> Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro: o coronavoucher fica, mas com responsabilidade fiscal
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil | coronavoucher, auxílio emergencial, jair bolsonaro, paulo guedes, crise do coronavírus, desempregados, trabalhadores informais, invisíveis

Governo federal anunciou extensão do benefício, popularmente conhecido como ‘coronavoucher’, até dezembro

coronavoucher, auxílio emergencial, jair bolsonaro, paulo guedes, crise do coronavírus, desempregados, trabalhadores informais, invisíveis
O ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro: o “coronavoucher”  fica, mas com responsabilidade fiscal | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
-Publicidade-

Após uma reunião no Palácio da Alvorada nesta terça-feira, 1° de setembro, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia Paulo Guedes anunciaram que o auxílio emergencial — popularmente conhecido como “coronavoucher” — será estendido.

O governo federal pagará mais quatro parcelas de R$ 300 a desempregados e trabalhadores informais. Com isso, o benefício chegará até dezembro.

“Não é um valor suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende”, avaliou o presidente. “O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300.”

Criado em abril, o auxílio foi a única fonte de renda para mais de 4,4 milhões de lares em julho, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Para Guedes, o “coronavoucher” serviu para que o governo jogasse luz sobre 38 milhões de trabalhadores brasileiros que estavam invisíveis e acabavam não sendo atendidos por nenhum programa social, por serem informais.

O Cadastro Único realizado para o recebimento do benefício deverá servir também para outros programas a ser lançados futuramente pelo governo.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site