Bolsonaro critica mídia e esquerda por tratar traficantes como vítimas

Presidente também prestou uma homenagem ao policial civil André Leonardo que morreu em operação na favela do Jacarezinho no RJ
-Publicidade-
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR
Presidente da República, Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR

Ao comentar a operação que deixou 28 mortos na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro criticou “a mídia e a esquerda” por igualar traficantes ao cidadão comum, que respeita as leis. “É uma grave ofensa ao povo que há muito é refém da criminalidade”, escreveu.

“Ao tratar como vítimas traficantes que roubam, matam e destroem famílias, a mídia e a esquerda os iguala ao cidadão comum, honesto, que respeita as leis e o próximo”, disse Bolsonaro nas redes sociais na noite de domingo 9.

Leia mais: “Associação de delegados manifesta ‘pleno e irrestrito apoio’ à operação no Jacarezinho”

-Publicidade-

O presidente também prestou uma homenagem ao policial civil André Leonardo que morreu no combate: “Será lembrando pela sua coragem, assim como todos os guerreiros que arriscam a própria vida na missão diária de proteger a população de bem. Que Deus conforte os familiares!”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. A esquerda não sobrevive sem o crime. Dinheiro do tráfico, do contrabando pagam eleições milionárias da esquerda. PT que o diga. Cambada de assassinos!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.