-Publicidade-

Bolsonaro pede para ‘não correr’ com vacina

Para evitar atropelos da medicina, o presidente defendeu o uso da cloroquina como opção de tratamento antes da aprovação de um imunizante
Presidente comentou questão da vacina com apoiadores no Alvorada | Foto: Marcos Corrêa/PR
Presidente comentou questão da vacina com apoiadores no Alvorada | Foto: Marcos Corrêa/PR

Para evitar atropelos da ciência, o presidente defendeu o uso da cloroquina como opção de tratamento antes da aprovação de um imunizante

Vacina
Presidente comentou questão da vacina com apoiadores no Alvorada
Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 26, que não se deve correr para produzir a vacina contra a covid-19. Durante conversa com apoiadores, o chefe do Executivo reforçou ser demorado o processo de produção de um imunizante e citou o caso mais rápido na produção de uma vacina, contra a caxumba, que durou quatro anos.

Como sugestão, Bolsonaro defendeu o uso de hidroxicloroquina, ivermectina ou nitazoxanida para o tratamento de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. “O que a gente tem que fazer aqui é não querer correr, não querer atropelar, não querer comprar dessa ou daquela sem nenhuma comprovação ainda. A gente aguarda, para melhor poder falar sobre esse assunto, a publicação disso numa revista científica”, disse o presidente.

“Eu dou minha opinião pessoal. Não é mais barato e fácil investir na cura do que na vacina? Ou jogar nas duas, mas também não esquecer a cura. A cura aí… eu, por exemplo, sou um testemunho. Eu tomei a hidroxicloroquina, outros tomaram ivermectina, outros tomaram Annita, e deu certo. E, pelo que tudo indica, todo mundo que tratou precocemente com uma dessas três alternativas foi curado”, assegurou.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Tiraram o comentário do Presidente do contexto para produzir falsas criticas. O contexto correto foi de que não precizamos correr para comprar uma vacina qualquer, deve-se comprar uma vacina efetiva. O jornalismo sério morreu ! O jornalixo é a prática corrente !

    1. Jornalixoa querem desgraças, atitudes totalitárias e abusivas, quarentenas e toques de recolher para vender notícias ruins, pois notícia boa e cura, não vendem notícias. O típico hornalixo é o que este pretenso repórter tenta fazer !

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês