Câmara aprova texto-base da PEC Emergencial em 1º turno

Expectativa é que a análise dos destaques e a votação em segundo turno ocorram ainda nesta quarta-feira
-Publicidade-
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira | Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Por 341 a 121, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quarta-feira, 10, em primeiro turno, o texto-base da PEC Emergencial. A proposta abre caminho para a volta do auxílio emergencial e impõe medidas de contenção fiscal para compensar o aumento de despesas.

A expectativa é que a análise dos destaques e a votação em segundo turno ocorram ainda nesta quarta-feira. O texto foi aprovado no Senado na semana passada.

-Publicidade-

Leia mais: “ELEIÇÕES PARA COMISSÕES DA CÂMARA DEVEM COMEÇAR NESTA QUARTA-FEIRA; PSL FICA COM CCJ”

“Para muitos, esta PEC é antipática, mas ela recoloca o país no rumo do crescimento, demonstrando que o Brasil é responsável e vai superar a crise financeira e da pandemia”, afirmou o relator, deputado Daniel Freitas (PSL-SC).

A PEC permite ao governo federal pagar um auxílio emergencial em 2021 com R$ 44 bilhões por fora do teto de gastos e impõe, entre outros pontos, mais rigidez na aplicação de medidas de controle de despesas com pessoal e redução de incentivos tributários.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.