-Publicidade-

Casa do governador Wellington Dias (PT) é alvo de operação da PF

Agentes apuram supostos desvios e superfaturamento de contratos na Secretaria estadual de Educação
O governador do Piauí, Wellington Dias (PT) | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL
O governador do Piauí, Wellington Dias (PT) | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL | O governador do Piauí, Wellington Dias (PT) | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL

Agentes apuram supostos desvios e superfaturamento de contratos na Secretaria estadual de Educação

casa
O governador do Piauí, Wellington Dias (PT) | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL

A Polícia Federal (PF) realiza uma operação que apura os crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa e fraudes em licitações de transporte escolar, na Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc). A ação ocorre na manhã desta segunda-feira, 27.

Os agentes cumprem 12 mandados de busca e apreensão em Teresina (PI) e em Brasília (DF). Entre os alvos da operação estão a casa do governador Wellington Dias (PT), a sede da secretaria e também o gabinete da deputada Rejane Dias (PT), na Câmara, em Brasília. Ela é a primeira-dama do Piauí.

Leia também: “Sindicatos denunciam Bolsonaro em Haia”

Conforme a PF, o governo do Estado manteve contratações com empresas suspeitas de irregularidades, mesmo depois de acusações da Justiça. Hoje, portanto, deflagra-se a terceira fase da Operação Topique, realizada em conjunto com a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público Federal.

Entre os anos de 2015 e 2016, servidores da cúpula administrativa da Seduc teriam se associado a empresários do setor de locação de veículos e desviado R$ 50 milhões de recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica).

O Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar foi supostamente alvo de desvios. Em síntese, os estudantes do Estado tiveram um transporte escolar sem nenhum tipo de segurança ou qualidade. A Seduc, contudo, nega as acusações da Justiça.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês