Confusão na Câmara: PM e indígenas entram em confronto em Brasília

Agente foi atingido por flechada
-Publicidade-
Policiais em corredor da Câmara | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste
Policiais em corredor da Câmara | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste

Enquanto os holofotes estão na CPI da Covid, a Câmara dos Deputados tem vivido dias de calmaria, mas a situação foi bem diferente nesta terça-feira, 22. Um grupo de indígenas tentou entrar na Casa pelo Anexo II e a polícia precisou reagir. Um agente foi atingido por uma flechada.

A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo e spray de pimenta para conter os manifestantes. Um forte cheiro tomou os corredores da Câmara e servidores saíram do anexo com os olhos vermelhos e lacrimejantes. Do lado de fora, os atritos continuaram.

Leia mais: “Agro: Tereza Cristina e parlamentares homenageiam indicado ao Nobel da Paz”

-Publicidade-

Desde a semana passada, um grupo de índios realiza protestos na capital federal contra um projeto de lei que pode dificultar o processo de demarcação de terras indígenas e facilitar obras e exploração de recursos naturais nesses territórios.

Veja nota da Câmara

“Por volta das 12h30 desta terça-feira, cerca de 500 indígenas, em sua maioria armados com flechas e tacapes, tentou invadir o Anexo II da Câmara dos Deputados. De início, eles derrubaram os gradis da entrada do edifício e os arremessaram contra os policiais legislativos.

Logo depois, várias flechas foram disparadas contra os policiais, ainda na tentativa de invasão do anexo. Os policiais legislativos repeliram os indígenas com bombas de efeito moral, gás de pimenta e gás lacrimogêneo. Não houve disparo de tiros ou qualquer tipo de agressão física contra os manifestantes.

Um policial legislativo foi atingido na perna por uma flecha e um servidor da área administrativa da Polícia Legislativa foi flechado no tórax. Ambos foram transferidos para um hospital privado do Distrito Federal.

Um policial militar foi flechado no pé, mas já foi atendido no Departamento Médico da Câmara e passa bem. O Anexo II da Câmara não foi ocupado. A situação está calma no momento e os indígenas não estão mais no local.”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site