Contra coronavírus, Ibaneis interfere no mercado e veda sessões de cinema e teatro

Para enfrentar o coronavírus, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decidiu interferir no mercado consumidor. Neste sábado, 14, ele assinou um novo decreto propondo medidas de maior rigor.…
-Publicidade-

Para enfrentar o coronavírus, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decidiu interferir no mercado consumidor. Neste sábado, 14, ele assinou um novo decreto propondo medidas de maior rigor. Atividades coletivas de cinema e teatro ficarão suspensas pelo período de 15 dias. Além disso, o governador determinou que preços de insumos e serviços relacionados ao enfrentamento do covid-19, como álcool em gel e máscaras, não sejam reajustados “arbitrariamente” nos comércios.

As novas medidas vêm três dias após a edição do primeiro decreto. Desta vez, ele decidiu antecipar as férias escolares da rede pública. Unidades privadas também poderão adotar a medida. Além da intervenção em cinemas e teatros, ficam vedadas, por 15 dias, as atividades educacionais em todas as escolas, universidades e faculdades públicas e privadas. O mesmo rigor vale para “eventos de qualquer natureza” que exijam licença do Estado, com “público superior a 100 pessoas”. Ou seja, isso se aplica a shows e eventos esportivos abertos.

Os eventos esportivos continuam permitidos. Contudo, somente poderão ocorrer com os portões fechados ao público, mediante autorização sanitária expedida pela Subsecretaria de Vigilância à Saúde do Distrito Federal e de termo de compromisso assinado pelos organizadores.

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.