Contratos de concessão rodoviária foram fraudados no Estado de São Paulo, garante Ecovias

A empresa que firmou o acordo com o Ministério Público se comprometeu a devolver R$ 650 milhões aos cofres públicos
-Publicidade-
| Foto: DIVULGAÇÃO/PIXABAY
| Foto: DIVULGAÇÃO/PIXABAY

A empresa que firmou o acordo com o Ministério Público se comprometeu a devolver R$ 650 milhões aos cofres públicos

Em 1998, um cartel de empresas montou um esquema de corrupção no Estado de São Paulo. Desde então, pagou propina a agentes públicos, fez caixa dois para campanhas políticas e fraudou 12 contratos de concessão rodoviária. É o que denuncia a concessionária Ecovias, que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, num acordo de delação premiada firmado ontem com o Ministério Público Estadual.

-Publicidade-

Segundo a companhia, a quadrilha composta de dezenas de empresas formou consórcios para disputar licitações com o objetivo apenas de simular uma competição. Contudo, nem todas tinham condições de assumir as rodovias em disputa. No período em que as falcatruas ocorreram, comandaram o Estado de São Paulo os governadores Mário Covas, Geraldo Alckmin e José Serra, todos do PSDB.

Como parte do acordo, a Ecovias se comprometeu a pagar R$ 650 milhões ao Estado. Desse total, R$ 150 milhões deverão ser usados para custear uma redução de 10% no valor da tarifa do pedágio da Ecovias entre 19h e 5h, a fim de beneficar os caminhoneiros que continuam circulando durante a pandemia de coronavírus. Outros R$ 36 milhões serão usados para custear UTIs para pacientes com a covid-19 e testes da doença.

Fato Relevante da empresa Ecovias.PDF by Revista Oeste on Scribd

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. É um infinito de roubos. O ser humano de fato é seu próprio predador. Os infinitos assaltos disfarçados em licitações, destroem os Estados e minam investimentos importantes em educação, saúde e segurança. Pobre Brasil.

  2. FUNDO ELEITORAL. Em 2018, Um Bilhão e Setecentos Milhões de Reais Foram parar nos bolsos dos Partidos Polìticos. Neste ano querem nos tirar mais 2 BILHÕES DE REAIS. Afinal de contas, a quem pertence o dinheiro ? Dinheiro público é do público. E não, de Empresas Privadas, comandadas por políticos. Êste privilégio favorece 33 empresas privadas e prejudica toda a população. É honesto ?

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site