Dentro do DEM, análise é de que Mandetta está demitido e só aguarda a carta

Correligionários do ministro da Saúde não acreditam em vida longa do demista no governo
-Publicidade-
Sessão no plenário da Câmara dos Deputados
Sessão no plenário da Câmara dos Deputados
Sessão no plenário da Câmara dos Deputados

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, não está demitido formalmente, mas esse é o sentimento dentro do DEM, partido ao qual é filiado. Depois das declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no último domingo, 5, integrantes do partido avaliam que falta só “chegar a carta”. É quase unânime a análise de que ele não terá vida longa no governo federal.

-Publicidade-

No partido, ninguém banca a demissão de Mandetta ainda nesta segunda-feira, 6. No entanto, caso isso ocorra venha a ocorrer, ninguém ficará, de fato, surpreso. O sentimento nutrido dentro do DEM — e por outros partidos de centro — é de vergonha de Bolsonaro. Os comentários ditos no domingo pelo presidente repercutiram.

A sensação é de “vergonha alheia” entre correligionários de Mandetta. Demistas dizem que Bolsonaro não discute assunto político, técnico ou emocional. A leitura é de que o presidente está com “ciúmes” da alta popularidade do ministro.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Ciúmes? Como piada serve. Só o fato do Mandetta pertencer ao mesmo partido de Maia e Alcolumbre já seria motivo para não nomeá-lo. Agora o erro será corrigido.

  2. E o Mandetta por enquanto fica, mas vai ter que entender que o Presidente é Jair Bolsonaro. Coisa que Toffolí, Maia e Alcolumbre também não devem esquecer sob risco de serem lembrados da pior maneira possìvel.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site