-Publicidade-

Deputada Flordelis mandou matar o marido, garante Justiça

Filhos do casal foram presos porque teriam envolvimento no assassinato
A deputada Flordelis e o pastor Anderson do Carmo
A deputada Flordelis e o pastor Anderson do Carmo | Foto: Reprodução/Facebook

A Polícia Civil do Rio de Janeiro iniciou nesta segunda-feira, 24, a Operação Lucas 12 para prender envolvidos na morte do pastor Anderson do Carmo, assassinado com mais de 30 tiros em 16 de junho de 2019. Conforme as investigações, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ), viúva do pastor, é a mandante do crime. Além disso, ela teria tentado envenenar o marido várias vezes. Cinco filhos do casal foram presos. No total, os agentes cumprem nove mandados de prisão e outros 17 de busca e apreensão no Estado do Rio de Janeiro e no Distrito Federal.

Sete pessoas foram detidas. Uma delas, em Brasília, é Rayane dos Santos Oliveira, neta da parlamentar. Os alvos dos mandados de prisão preventiva são Marzy Teixeira da Silva, filha adotiva de Flordelis; Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica; André Luiz de Oliveira, filho adotivo e ex-marido de Simone; Carlos Ubiraci Francisco da Silva, filho adotivo; Rayane dos Santos Oliveira, filha adotiva; Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico; Adriano dos Santos Rodrigues, filho biológico; Marcos Siqueira Costa e Andrea Santos Maia, mulher de Marcos Siqueira.

Flordelis é uma das 11 pessoas denunciadas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Ela vai responder por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso. Pelo envenenamento, responderá por tentativa de homicídio. De acordo com a Justiça, Anderson foi morto por questões financeiras. Contudo, apesar das acusações contra ela, a deputada federal não pode ser presa em razão da imunidade parlamentar, o chamado foro privilegiado.

Leia também: “Deputado petista é absolvido pelo Supremo”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês