-Publicidade-

Doria defende ‘pacto’ com a esquerda na eleição de 2022

Governador de São Paulo é potencial candidato ao Palácio do Planalto
Governador de São Paulo, João Doria | Foto: José Cruz/Agência Brasil
Governador de São Paulo, João Doria | Foto: José Cruz/Agência Brasil | João Doria

Governador de São Paulo é potencial candidato ao Palácio do Planalto

João Doria
Tucano afirma que a “frente democrática” não é contra Bolsonaro
Foto: José Cruz/Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), prega a necessidade de uma aliança com partidos de esquerda nas eleições de 2022. Potencial candidato ao Palácio do Planalto daqui a dois anos, Doria tornou-se desafeto político do presidente Jair Bolsonaro depois de surfar na onda conservadora de 2018. “A frente não deve ser contra Bolsonaro mas a favor do Brasil. Essa frente comporta o pensamento liberal de centro, que é o que eu pratico, mas comporta também centro-direita, centro-esquerda, aqueles que têm um pensamento mais à esquerda e à direita. Só não caberá o pensamento dos extremistas, até porque os extremistas não querem compartilhar, discutir”, afirmou o tucano, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada nesta segunda-feira, 23. Ao ser interpelado sobre alianças com figuras a exemplo dos ex-ministros Marina Silva, Ciro Gomes e Sergio Moro, além do apresentador Luciano Huck, Doria respondeu que “não devemos excluir ninguém”.

Leia também: “Segundo turno nupcial”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na edição n° 35 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

17 comentários

  1. Será um festival de traíras com o que há de pior na política, unidos contra a DEMOCRACIA E A LIBERDADE.
    Major Olimpo e Xoice já se uniram ao farsante. O PSL RAIZ virou uma piada de mal gosto na política!!

  2. Tucanos: eternos perdedores. Se não fosse São Paulo, já estariam extintos. Mas a tendência é essa de união de todos contra Bolsonaro. Em 2022 estarão todos no mesmo palanque (até Sérgio Moro segurando a garrafinha de água batizada do Lula…). É a elite parasita e presunçosa se aliando contra os brasileiros. Essa gente não suporta o povo (o povão de verdade) representado na figura de Jair Bolsonaro.

  3. Pelas minhas contas já são três caciques esquerdistas até agora a propor um pacto com as esquerdas para combater Bolsonaro, o Indestrutível. Os três caciques até agora são: Ciro Gomes, Lula da Silva e a Dórinha da calcinha apertadinha, certamente com o apoio da esquerda LGBTPQRSWTUVXYZ++… Aí teremos um pacto dos caciques, será aí que a porca irá torcer o rabo. Vamos ver.

  4. “Pensamento liberal de centro, que é o que eu pratico…”

    “Liberal de centro” só na cabeça mitômana dele; ele é aprendiz de ditador e nada mais.

    A única vocação desse traíra incompetente será a de palhaço de circo – ele que fique livre para se aliar a qualquer outra figura abjeta da política nacional; seja quem for, ele não ganhará nem para síndico de prédio.

  5. Esso João Agripino; É um m3rd@! Da nojo só em ouvi-lo dando entrevistas!
    Por Deus espero q ele, PSDB, sejam varridos na próxima eleição. Assim como esse traste do R. Maia. O Brasil esta carente de representante do Povo, pois a grande maioria dos políticos representa, somente seus próprio interesses!

  6. O Dória Calcinha não passa de um farsante covarde. Oportunista e sem escrúpulos fará de tudo para chegar a presidência e, obviamente, restaurar o mecanismo escancarado pelo PT. Claro que no fundo, além da vaidade, se esconde o vício por dinheiro, seja lá qual for a origem, o poder, o qual ele já sentiu o gostinho e a falta de moral e ética desse incompetente. E os paulistanos condizentes agora com a provável reeleição do Covas, seu poste de luxo.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês