Em derrota para Doria, PSDB de Minas quer Eduardo Leite na disputa pelo Planalto

As prévias do partido para a disputa em 2022 estão marcadas para novembro
-Publicidade-
Da esquerda para a direita, governador de São Paulo, João Doria, e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite
Da esquerda para a direita, governador de São Paulo, João Doria, e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite | Foto: Reprodução/PSDB

Na segunda-feira 13, o PSDB de Minas Gerais deliberou pelo apoio ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB-RS), nas prévias para decidir a indicação tucana à Presidência da República nas eleições de 2022. A disputa interna do partido está marcada para novembro. A indicação representa uma derrota a João Doria (PSDB-SP), que governa o Estado de São Paulo e pleiteia a vaga para concorrer ao Executivo federal. A decisão mineira contou com a influência do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG), rival do paulista.

Leia também: “Presidente de instituto do PSDB afirma que partido não deve fazer oposição a Bolsonaro”

“A deliberação de apoio a Eduardo Leite está alicerçada em sua capacidade administrativa, especialmente à frente do governo gaúcho, onde sua liderança e ampla articulação política conseguiram resolver graves problemas que afetavam o Rio Grande do Sul”, diz um trecho da nota divulgada pelo PSDB de Minas Gerais.

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários

    1. Guilherme, com a influência cada vez maior das redes sociais, aposto em alguma coisa em torno de 2% ou menos. O gosto de ver a derrota desses canalhas é doce.

  1. A briga é para a 3ª VIA, que continua sendo social comunista, alcançar aquí em Minas Gerais 2,5 a 3% dos votos.
    Não se esqueçam, não tem nada que vá acontecer no Brasil cujo pêndulo não seja MG. Estamos reconquistando espaço, depois que Aécio e FHC venderam o Estado para o diabo (leia-se PT e puxadinhos, Psol et caterva).
    Mas a reconquista é fulminante, à frente Zema, Bruno engler e mais alguns poucos.
    Não se cita qualquer Senador da república, pois estão devendo.
    O legislativo, se for olhar pela Capitania de MG, deveria ser unicameral, pois não precisamos desse senado que aí está.

  2. O psdb vai desaparecer nas eleições de 2022. Briguem bastante entre vocês esquerdas comunistas. Vamos trocar 27 senadores e 27 desgovernadores

  3. Pessoal ,
    Como Paulista e Paulistano não me deixo mais enganar , PETRALHAS e TUCANOS são farinha do mesmo saco , bando de esquerdopatas que são estão preocupados em manter as TETAS do governo .
    Esta muito claro quando em um video – FHC chama o NOVE DEDOS de LADRÃO , CORRUPTO e CHEFE DA QUADRILHA e agora recentemente estão em reunião de apoio ao LULALADRÃO . CHEGA DE PETRALHAS E TUCANOS – BOLSONARO 2022

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro