Em discurso duro, Flávio mira em Lula e Moro: ‘Traidor’

'Traidor é aquele que não tomou as devidas providências para descobrir quem mandou matar Bolsonaro', diz senador
-Publicidade-
Flávio Bolsonaro fez um discurso duro contra adversários do presidente nas eleições de 2022
Flávio Bolsonaro fez um discurso duro contra adversários do presidente nas eleições de 2022 | Foto: Reprodução/YouTube

Coube ao senador Flávio Bolsonaro, também filiado ao Partido Liberal (PL) nesta terça-feira, 30, fazer o discurso mais duro e direcionado a dois dos adversários do presidente Jair Bolsonaro na disputa eleitoral de 2022 — Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Sergio Moro (Podemos).

Sem citar o nome do ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública, Flávio falou diversas vezes que “a política pode até perdoar a traição, mas não perdoa o traidor”. 

“Traidor é aquele que humilha uma mulher, que expõe publicamente uma pessoa pensando no poder porque o convidou para ser seu padrinho de casamento. E a decepção vem na proporção inversa à admiração que as pessoas tinham por essa pessoa”, disse o senador, referindo-se ao episódio envolvendo a desavença pública entre Moro e a deputada Carla Zambelli (PSL-SL) — de quem o ex-juiz foi padrinho de casamento. 

-Publicidade-

“Traidor é aquele que, por ação ou omissão, interfere na Polícia Federal. Em um governo conservador, havia uma orientação superior para que se dificultasse a aquisição de armas de fogo para as pessoas exercerem o direito à legítima defesa”, continuou Flávio. “Traidor é aquele que tenta colocar no governo pessoas que defendem o aborto.” 

Arrancando aplausos da plateia que lotava o auditório, Flávio Bolsonaro arrematou: “Traidor é aquele que não tomou as devidas providências para descobrir quem mandou matar Bolsonaro”. 

Lula

Sobre Lula, também sem citar o nome do petista, o senador recém-filiado ao PL colocou em dúvida as pesquisas de intenção de voto que apontam o ex-presidente na liderança.

“As pesquisas ainda querem nos fazer crer que um ex-presidiário, preso por roubar o povo brasileiro, está na frente de Bolsonaro mesmo com o trabalho excepcional que o governo vem fazendo nos últimos anos”, ironizou. 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

22 comentários Ver comentários

  1. O flavinho é bem sujinho fala de mal lavado, ridículo! Morno disputa o mesmo espectro político do bozzo, a direita brasileira será rachada ao meio, 15/15% pra cada um!

  2. Meu sonho dourado seria ver Bolsonaro e Moro no segundo turno de 2022 ! Lula nunca mais ,eu quero um Brasil com futuro para os meus filhos e netos ! Não quero ver nosso país virar uma Venezuela ! Bolsonaro em 2022 !

  3. Espero que Moro vá para o segundo turno com Bolsonaro porque só assim veremos a esquerda votando em Bolsonaro. Moro perdeu o caráter ou talvez nuca o tivesse.

    1. Esquerda votando em Bolsonaro? O melhor cenário será que os votos da esquerda serão em parte para o Moro e outra parte, voto nulo. Jamais votariam no Bolsonaro. Nesse caso aí, o Bolsonaro ainda poderia ter uma vitória muito. mas muito apertada.

  4. Deveria perguntar ao distinto senador se o Sergio Moro fez algum juramento de lealdade a este governo no ato de sua posse? Eu desconheço, por isso faço essa pergunta.
    -Traidor é aquele que humilha uma mulher? Se refere ao caso da Carla Zambelli? Isso pode ser outra coisa do que traição.
    -Se o Sérgio Moro estava se desviando das diretrizes traçadas pelo governo Bolsonaro, o que deveria ter sido feito, seria a demissão deste ministro, neste caso a meu ver, faltou coragem para isso, talvez por medo da opinião pública.
    -Esse discurso do senador, nos dá a impressão que existe ainda uma grande mágoa contra o Sergio Moro.
    -E por fim, particularmente não acredito que essa candidatura do Moro não irá decolar, então não há, a meu ver, tanto motivo de preocupação do lado bolsonarista para isso, ou há?

  5. Que bom que novo ministro da justiça, que assumiu no lugar do “omisso” Moro, investigou e descobriu rapidamente quem foi o mandante do atentado contra o Bolsonaro. Pena que tenha guardado a notícia só para ele pois até agora ninguém mais sabe o nome do homicida. Pelo resultado da facada nas eleições de 2018, suspeito que tenha sido algum bolsonarista fanático.

  6. Foi o papai do “ rachadinha pagando mansão em Brasília” quem traiu o Moro. Só não veem isso os intelectualmente desonestos.
    Moro já está incomodando os”moleques”…

  7. Eu estou esperando o Moro se manifestar sobre o STF que livrou Luladrão da cadeia tornando-o elegível e desmoralizando a Lava Jato e principalmente o ex-juiz Sérgio Moro. Estou esperando……..

    1. Quem se juntou ao stf para desmontar a lavajato foi o bozo, que nomeou Aras com essa finalidade. E agora se juntou à escória (Waldemar do PL). Votei em Bolsonaro, porém ele traiu todas as promessas de campanha. Sei que o Pt seria pior, mas ingenuamente acreditei em outro falastrão e tive esperança de seriedade nestepaiz. Mais uma vez me frustrei.

  8. As atitudes do ex-ministro Moro, de fato, foram estranhas e podem ser interpretadas como traição. Inclusive, lamentável o seu silêncio durante todo o período de desmonte da Lava Jato com as decisões dos ministros do supremo, em especial a do Fachin, em prejuízo da sociedade brasileira. Nunca ocupou cargo no legislativo ou foi prefeito ou governador. Teve apenas uma breve passagem no executivo federal e quer ser presidente da república ? Acho que falta um pouco de humildade ao ex-juiz. Deveria se candidatar a um cargo no legislativo para ajudar o Pais no combate à corrupção.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.