-Publicidade-

Esquerda se une em pedido de ‘impeachment’ de Bolsonaro

Partidos citam o caos da saúde de Manaus para agir contra o presidente
Bolsonaro: alvo de mais um pedido de 'impeachment' vindo da esquerda
Bolsonaro: alvo de mais um pedido de 'impeachment' vindo da esquerda | Foto: Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

A esquerda se movimenta para protocolar mais um pedido de impeachment contra Jair Bolsonaro. De acordo com o documento a ser entregue nos próximos dias à mesa diretora da Câmara dos Deputados, o presidente da República deve ser destituído por causa dos recentes problemas enfrentados pelo sistema de saúde no Amazonas, principalmente na capital Manaus. A informação sobre a nova ação contra o ocupante do Palácio do Planalto foi divulgada na noite da última sexta-feira, 15.

Leia mais: “Bolsonaro volta a dizer que foi eleito em 1º turno”

Para justificar o pedido de impeachment, o material fala em supostos “crimes de responsabilidade em série” no decorrer da pandemia de covid-19 no Brasil. Nesse sentido, antes de saber do desejo da esquerda contra ele, Bolsonaro enfatizou ter a “consciência tranquila” em relação a estratégias adotadas no combate ao novo coronavírus no país, conforme registrou Oeste. O material contra o presidente é assinado por cinco partidos: PT, PSB, PDT, PCdoB e Rede Sustentabilidade. Juntos, eles somam 119 dos 513 deputados federais.

Em nota, o quinteto de siglas da esquerda vai além da falar da situação de Manaus. Juntos, os partidos acusam Bolsonaro de trabalhar contra a ciência e propagar desinformações. “O presidente da República deve ser política e criminalmente responsabilizado por deixar sem oxigênio o Amazonas, por sabotar pesquisas e campanhas de vacinação, por desincentivar o uso de máscaras e incentivar o uso de medicamentos ineficazes, por difundir desinformação, além de violar o pacto constitucional entre União, Estados e Municípios”, afirmam as legendas em parte do comunicado divulgado à imprensa.

___________________

Receba os principais destaques da política brasileira diretamente no WhatsApp. Clique aqui, siga os passos indicados e faça parte da lista de transmissão da Revista Oeste.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês