-Publicidade-

General deve ser o “número 2” do Ministério da Saúde

O general Eduardo Pazuello, cotado para ser o “número 2” do Ministério da Saúde, se reuniu nesta terça-feira, 21, com o presidente Jair Bolsonaro para apresentar dados sobre o novo coronavírus. Ele também se encontrou com o ministro da Saúde, Nelson Teich.
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A ideia é que Eduardo Pazuello chefie também a Diretoria de Logística da Saúde, que realiza as compras da pasta

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O general Eduardo Pazuello, cotado para ser o “número 2” do Ministério da Saúde, reuniu-se nesta terça-feira, 21, com o presidente Jair Bolsonaro para apresentar dados sobre o novo coronavírus. Ele também se encontrou com o ministro da Saúde, Nelson Teich.

De acordo com o site do jornal O Globo, a expectativa, segundo interlocutores do presidente, é deixar Nelson Teich focado nos dados técnicos de saúde enquanto o general se debruça no trabalho administrativo e de logística.

Se confirmado no cargo, o general será chefe também da Diretoria de Logística da Saúde, que realiza as compras do ministério. Ele ficará no lugar de João Gabbardo dos Reis, braço direito do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta.

Eduardo Pazuello foi o coordenador operacional da Operação Acolhida, que distribuiu pelo Brasil venezuelanos que chegavam a Roraima. Ele foi escalado pelo governo de Michel Temer para assumir a Secretaria Estadual de Fazenda durante o período da intervenção federal em Roraima.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês