Governador garante que não há escassez de oxigênio no Pará

Helder Barbalho disse que não se pode confundir falta de gestão dos municípios com desabastecimento
-Publicidade-
Helder Barbalho
Governador do Pará, Helder Barbalho | Foto: Reprodução/Governo do Pará

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), garantiu que não há escassez de oxigênio no Estado, inclusive em cidades que fazem fronteira com o Amazonas, que enfrenta falta do insumo.

-Publicidade-

Ontem, terça-feira 19, divulgou-se a morte de seis pessoas de uma mesma família, em menos de 24 horas, na cidade paraense de Faro, devido a complicações causadas pela covid-19 e falta de oxigênio hospitalar.

Leia mais: “Como surgiu o novo coronavírus?”, na edição desta semana da Revista Oeste

“Tem leito e há oferta de oxigênio. Não podemos confundir falta de gestão e busca ao produto com escassez. Isso está longe de acontecer”, afirmou Barbalho, segundo a Agência Brasil.

O governador atribuiu às prefeituras a responsabilidade de planejar ações de forma a não faltarem insumos médicos e equipes de profissionais de saúde.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará informou que o fornecimento de oxigênio para o Estado é capaz de suprir a demanda de todas as cidades paraenses, e ainda apoiar outros Estados.

Ainda assim, a pasta alertou as secretarias municipais para que estejam atentas à situação.

Um barco também foi enviado ao município de Faro para oferecer serviços de saúde contra a covid-19.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.